Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença

Todos são profissionais da saúde que estão ligados também à área da alimentação, é verdade. Mas, você sabe a diferença entre essas especialidades? É importante saber a resposta para fazer a procura pelo médico certo na hora que você precisar de um deles. Então, confira já.

Por exemplo, se você está com obesidade, em qual médico vai? Aliás, se você acha que tem obesidade, qual médico procura? E quando se fala em montar um cardápio ideal para você? E quem pode prescrever medicamentos para você? É tudo isso que vamos explicar abaixo.

ANÚNCIO
Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Os profissionais da saúde

Por vários motivos, a gente acaba criando uma rotina de vida que não é nada saudável. Sem exercícios físicos, com uma alimentação ruim e muito estresse é possível que a gente tenha mudanças hormonais e doenças em um curto espaço de tempo.

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Então, a partir disso, vem a questão: procurar um médico para ajudar nessa recomposição e no equilíbrio novamente do corpo. Mas, qual médico procurar? A gente vai falar hoje de 3 deles que possuem papel muito importante nessa questão. Confira!

O nutrólogo

O nutrólogo é aquele que mais tem ganhado força e fama nos dias atuais. E isso aconteceu por um motivo bastante interessante. Para entender isso, vamos lá: o nutrólogo é o médico especialista em Nutrologia Funcional. Ou seja, ele sabe sobre os nutrientes no organismo.

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Dessa forma, temos uma especialidade que foca nos benefícios ou nos malefícios que são causados pelo consumo de determinados tipos de alimentos. A ideia é que ele auxilie os seus pacientes em uma melhor qualidade de vida a partir da redução de riscos de doenças.

Assim sendo, o médico nutrólogo pode fazer diagnósticos, prevenção ou tratamento de doenças que tenham relação com o excesso ou a falta de nutrientes no corpo. Entre elas, a obesidade, a hipertensão arterial e a diabetes. Ele auxilia na busca por hábitos saudáveis.

A atuação do nutrólogo

Já falamos um pouco disso, mas vamos retomar para que você não fique com dúvidas, está bem? Com base na Associação Brasileira de Nutrologia, a Nutrologia Funcional ou Nutrologia Médica, estuda os impactos dos nutrientes no organismo.

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Com isso em mente, saiba que esse médico pode exercer várias atividades. Além do diagnóstico de doenças, ele também pode identificar maus hábitos alimentares que as pessoas tenham, o que pode influenciar também no estado de saúde das pessoas. 

Assim, ele incentiva um acompanhamento médico periódico, com foco na educação com relação aos nutrientes e a contribuição para uma vida mais longa, mais saudável e com mais qualidade, também. 

O nutricionista

Se o foco do nutrólogo está no estudo dos nutrientes, no caso do nutricionista o grande objetivo é encontrar dietas equilibradas e balanceadas para cada pessoa. Isso pode ter focos diferentes, seja na hora de consumir mais ou menos calorias, por exemplo. 

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Portanto, ele faz orientações nutricionais e dietéticas, além de também poder indicar suplementos, se for necessário. Com essa atuação, também acaba sendo um profissional da saúde que está de frente com a prevenção de doenças e promoção da qualidade de vida. 

O mais interessante é notar que quase sempre esse profissional estará voltado para a expressão “alimentação saudável”. E isso é verdade. No entanto, considere que também pode auxiliar na busca por cardápios variados e não somente com baixa caloria.

A atuação do nutricionista

Lembrando das expressões “alimentação saudável” e “dietas nutricionais”, nós podemos ver e dizer que o nutricionista tem atuação importante na orientação e na prescrição de cardápios, pratos, dietas, alimentos respeitando a rotina dos seus pacientes. 

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Também pode ajudar no controle da qualidade dos produtos e no preparo dos alimentos. E com isso já podemos ver que há diferença com o nutrólogo, que tem formação em medicina. O nutricionista tem formação em nutrição. 

Hoje em dia, o nutricionista tem sido muito bem visto por trabalhar em conjunto com educadores físicos. Já que conforme o objetivo da pessoa dá para se pensar em uma alimentação mais ou menos calórica, mais ou menos rica em fibras e assim por diante. 

O endocrinologista

E assim chegamos ao nosso último profissional que vai ser citado aqui. O endócrino, como é chamado de forma carinhosa, é um médico especialista nas alterações ou nos desequilíbrios hormonais e metabólicos das pessoas. Vamos com calma que dá para entender isso.

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Ele é quem diagnostica e trata doenças relacionadas a alterações no metabolismo. E faz isso de um modo mais clínico do que o nutrólogo, que é focado em nutrientes. Assim, o endócrino pode solicitar vários tipos de exames e prescrever medicamentos, igual ao nutrólogo.

Geralmente, ele trabalha junto com o nutricionista, que ajuda na montagem de pratos, cardápios, dietas. Hoje, o mais comum é que esse profissional da endocrinologia auxilie no tratamento de doenças como obesidade, puberdade, tireoide, colesterol, hipófise, etc. 

A atuação do endocrinologista

Como vimos, o endócrino é um médico especialista e, portanto, ele pode atuar na prevenção e no tratamento de doenças. O curioso é que ele pode atuar ao mesmo tempo que outros profissionais, como clínicos gerais, cardiologistas e até mesmo junto ao nutrólogo.

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque o foco dele está na descoberta e nas relações hormonais das pessoas. O nutrólogo é mais concentrado nos hábitos do paciente. E o nutricionista na alimentação. É notável hoje em dia que o acompanhamento metabólico importa no tratamento de várias doenças. 

De um modo muito mais rápido e geral, a gente pode ver que o endócrino vai atuar nos sintomas e na evolução da doença, fazendo uma espécie de acompanhamento geral das doenças e do quadro do paciente.

O papel de cada profissional

A gente foi mencionando aos poucos o papel de cada um dos profissionais citados acima. A ideia foi a de mostrar que são profissões diferentes, mas que podem se completar. No entanto, há algumas “regras” que precisam ser consideradas aqui porque são importantes.

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, o nutricionista não é um médico. Portanto, ele é o único dos citados que não pode prescrever remédios aos seus pacientes. Por outro lado, ele pode indicar suplementos, que podem ser naturais ou não. 

Além disso, o nutrólogo, que é médico e conhece dos nutrientes, não pode prescrever receitas ou dietas – justamente porque ele não é nutricionista. Somente um profissional da nutrição pode criar dietas que façam efeito conforme o objetivo dos pacientes. 

Saiba qual especialista buscar para cada situação

O nutricionista pode ser procurado sempre que uma pessoa estiver focada em uma reeducação alimentar. Como falamos, o trabalho geralmente é feito junto com o objetivo, que pode ser emagrecer, ganhar força muscular, etc. 

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

O nutrólogo pode ser procurado quando o processo de emagrecimento ou força não estão sendo eficazes. Ele pode identificar a falta de nutrientes no corpo. Também é ele quem auxilia na identificação de alergias, intolerâncias e alterações no organismo. 

O endocrinologista é o médico focado na reposição hormonal. Ele pode receitar remédios para esse equilíbrio voltar a acontecer. Portanto, acaba sendo um profissional que atua sempre junto com o nutricionista, já que as dietas auxiliam, também, na reposição hormonal. 

O melhor profissional para quem quer emagrecer

Agora que você conhece praticamente tudo sobre esses profissionais, que são sempre confundidos no mercado, vamos focar em uma única questão: o emagrecimento. Você sabe qual é o profissional mais indicado para esse objetivo? Todos. Sim, podem ser todos.

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Primeiro, saiba que a regra do emagrecimento é uma só: déficit calórico. E isso se consegue com a prática de exercícios físicos e uma alimentação mais equilibrada. Nessa parte da alimentação entra o nutricionista. 

Depois, o endocrinologista pode atuar apontando problemas de saúde que dificultem essa perda de peso. Geralmente, problemas hormonais fazem isso, como tireoide. Já o nutrólogo pode atuar na busca por uma rotina mais perto do ideal, focando nos hábitos saudáveis. 

Os remédios para emagrecer

E só para concluir o que falamos acima, saiba que atualmente existe uma grande lista de remédios para emagrecer nas farmácias. Porém, a maioria só é vendida sob prescrição médica. Daí vem a importância de procurar um médico da saúde, como nutrólogo ou endócrino. 

Endocrinologista, Nutricionista e Nutrólogo – entenda a diferença
Foto: (reprodução/internet)

Eles podem prescrever uma receita de um remédio para quem tem alguma doença que dificulte no emagrecimento natural, como é o caso da tireoide ou mesmo da obesidade. 

Esses remédios podem atuar de forma diferente no organismo, como reduzindo apetite, os que interferem na absorção de gordura e até mesmo os que agem na ansiedade. Porém, todos possuem efeitos colaterais que podem aparecer. 

Onde buscar os atendimentos desses profissionais

Agora, independente de qual seja a especialidade que você está buscando, saiba que os atendimentos podem ser feitos em vários lugares, como clínicas, consultórios, laboratórios, hospitais. Entenda algumas particularidades.  Para quem tem convênio médico, geralmente, basta pegar a lista de médicos disponíveis na rede agendar uma consulta. 

Para quem não tem convênio, mas quer fazer a consulta particular, o processo é o mesmo: ligar e agendar. Já para quem vai usar o Sistema Único de Saúde (SUS), que tem atendimento público, dá para pensar em agendamentos em postos de saúde. O único problema é que como a lista de pessoas interessadas é grande, o tempo de agendamento pode ser maior. 

ANÚNCIO