Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer

Atualmente, a função de Web Designer é uma das mais concorridas no mercado. Afinal, o profissional tem um papel importante, onde se considera não apenas o mundo digital como também uma tendência importante para empresas e todo tipo de negócio.

Sendo assim, muita gente quer saber o que é preciso fazer para se destacar nos mais variados processos seletivos. Aliás, como se destacar quando não se tem experiência? Pensar no currículo é interessante porque ele pode ser a porta de entrada. Continue lendo e descubra.

ANÚNCIO
Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

O mercado de trabalho para o Web Designer

Só para começarmos de um jeito bacana, saiba que é comum ainda que se contrate um Web Designer como CLT, isto é, Consolidação das Leis de Trabalho. Logo, estamos falando da carteira de trabalho. No entanto, ainda que seja comum não é o mais natural.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

A explicação é que a contratação freelancer faz mais sentido na maioria dos casos. Isso porque alguns profissionais podem fazer um trabalho de uma única página ou um de um único projeto ou de um único evento e assim por diante. Há ainda quem cobre por tempo de serviço.

Mas, além do CLT e do freela, considere que dá para atuar como Web Designer fazendo estágios ou trabalho voluntário também. Obviamente, não é dessa forma que você vai enriquecer, mas pode ser dessa forma que você vai aprender sobre o trabalho.

A importância do Web Designer hoje em dia

E se você está nesse texto, possivelmente, você sabe da importância do profissional. Só que para contextualizar o assunto, nós vamos nos embasar em uma pesquisa que foi feita pela We Live In A Visual World, que mostrou dados importantes sobre esse profissional.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, mostrou que 90% das informações que chegam ao cérebro são visuais. Além disso, os recursos visuais são processados 6 mil vezes mais rápido e o ser humano retém 80% do que vê (e somente 20% do que lê e 10% do que ouve).

E para quem ainda não viu o trabalho como importante, vamos lá: os conteúdos visuais são 40 vezes mais suscetíveis a serem compartilhados nas redes sociais.

O salário do Web Designer

O salário médio de um Web Designer no Brasil é de pouco mais do que R$ 2,4 mil. Mas, isso vai variar conforme o tipo de contrato, a empresa, a região, o trabalho, a experiência.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, há ainda pessoas que recebem mais do que R$ 3,5 mil no mês mesmo sendo iniciantes. Portanto, a variação é bem grande e vale a pena se especializar em áreas que pagam mais.

O Web Designer é o Designer Gráfico?

Ainda antes de darmos o pontapé inicial na questão do currículo do Web Designer, nós vamos mencionar aqui outro profissional, que é muito confundindo. E vamos ser práticos, veja só.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

O Designer Gráfico é aquele que trabalha pensando no material físico, impresso. Por exemplo, folhetos e outdoors. Já o Web Designer é sim um Designer Gráfico só que do mundo virtual. Ou seja, ele visualiza o que será exposto no computador, notebook ou celular.

Logo, a semelhança é que ambos atuam com conteúdo visual, mas há de se considerar pontos de vistas diferentes, também. Por exemplo, o Designer Gráfico usa muito as cores CMYK de 300 dpi. Já o Web Designer opta mais pelas cores RGB com resolução de 82 ppi.

Os primeiros passos para encontrar trabalho de Web Designer

Uma das dificuldades que o web designer tem é na hora de começar a carreira. Por isso, ter um curso técnico, teórico, prático ou meios de aprendizagem é uma forma de comprovar conhecimento com aquele tema. No entanto, após esses cursos, vem a procura por vagas.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

E aqui surgem novas dúvidas. Afinal, como publicar no site? Como criar o currículo? O que é preciso fazer para conseguir a primeira vaga de trabalho? É preciso ter portfólio? Qual é o melhor valor para cobrar do cliente? Todas as respostas podem ser decisivas.

O que é preciso conhecer para ser um Web Designer

É claro que um curso pode ensinar muita coisa para o profissional. No entanto, há ao menos dois temas que são obrigatórios para um profissional como esse: HTML (Hyper Text Markup Language) e CSS (Cascading Style Sheets). Portanto, saiba disso.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

Depois, considere que você pode e deve ter um domínio próprio, com hospedagem paga. Isso ajuda a evitar propagandas desagradáveis e tem a inclusão de boas ferramentas para mostrar mais profissionalismo (isso será importante no portfólio).

E para fechar, também é necessário que você conheça a teoria das cores, a usabilidade, a tipografia, a acessibilidade de sites. E como é que se consegue tudo isso? O curso pode ser o primeiro passo, mas você só vai se manter atualizando se continuar estudando.

O portfólio do Web Designer

O portfólio pode ser visto como uma reunião ou um conjunto de todos os trabalhos que o profissional já fez na vida. É uma vitrine disso e pode dar uma primeira impressão para o seu novo cliente também. Logo, é preciso atenção com os detalhes.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

É por isso que falamos sobre ter um domínio, que seja “.com.br ou .net”. Outros domínios podem sugerir menos investimento na carreira. Sem falar que hosts grátis ficam fora do ar com mais facilidade e isso é bem ruim.

E quem não tem trabalho para apresentar ainda? Aqui entra o grande X da questão, amigos. É preciso ter um bom trabalho para apresentar. Ainda mais se você busca vagas de web designer. Portanto, nem que tenha que trabalhar de graça em um primeiro momento, faça!

O que é essencial no portfólio do Web Designer

E para complementar o que falamos acima, considere que quantidade não é importante. Mas, qualidade é. Então, se você não tem muito trabalho para mostrar, tudo bem, desde que seja um único trabalho muito bom. A ideia não é encher o seu site de trabalhos, está bem?

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

Outro erro comum é estampar o preço nos trabalhos. Isso vai soar como desesperado demais. E também não é legal. Bom, nem precisamos falar da importância do bom português, certo? Revisar cada canto do seu site é importantíssimo e pode dizer muito sobre o seu trabalho. 

O currículo do Web Designer

O currículo é um pouco diferente do portfólio e, por isso mesmo, é comum que quem vai contratar exija os dois tipos de “comprovação” do trabalho. O currículo tem um viés muito mais específicos, onde a empresa quer saber suas habilidades e recursos que possui.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

Logo, a informação pode ser levada diretamente para quem vai contratar. Um usuário comum ou um cliente novo pode não requerer essa informação. No entanto, há agências e empresas que vão querer saber das suas habilidades e o currículo ajuda muito nisso, em um começo.

E o que deve conter no seu currículo de Web Designer? Essa é a pergunta-chave. Mas, considere que conhecimento em Windows, pacote Office e internet é obrigatório. Depois, tente se lembrar dos seus diferenciais, como experiências, cursos, entre outros.

Quais as palavras-chaves usar no currículo

Se você é Web Designer, considere que existem algumas palavras que são bem bacanas de serem usadas no seu currículo. Obviamente, não precisa ser um trabalho SEO, obviamente, no entanto, elas são fortes e merecem atenção.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, “infográficos”, “logotipo”, “ilustração”, “conteúdo”, “serigrafia”. Sem contar que o documento deve seguir aquele padrão que todo mundo conhece: dados pessoais, experiência profissional, formação acadêmica, habilidades profissionais, idiomas.

Por outro lado, os diferenciais, que pouca gente acaba usando, vem dos reconhecimentos, certificações, interesses pessoais, trabalhos voluntários e estágios. A área de educação, com cursos e instituições renomadas, pode ser destacada no seu currículo também.

O que saber antes de enviar o currículo

Já chegando ao fim do texto, considere que antes de enviar o seu currículo para uma vaga de Web Designer que você encontrou na internet, uma das dicas é você saber sobre o que a vaga propõe. Isto é, a descrição dela. Lá vão ter informações como as responsabilidades.

Saiba como enviar o currículo para vagas de Web Designer
Foto: (reprodução/internet)

Elas podem ser algo como fazer o marketing de produtos, usar canais de empresa, a criação de templates, ideias de design, gerenciar apresentações, detalhes gráficos. Então, o candidato tem que saber se poderá fazer tais funções. Há ainda a questão dos requisitos.

Alguns contratantes cobram expertise em temas como HTML, CSS, JavaScript, Creative Suite ou mesmo graduações, experiências, posições. E tudo isso precisa estar de acordo com perfil do cliente. Portanto, avaliar a descrição das vagas importa e muito.

Como enviar currículo de Web Designer

O último tópico é sobre como enviar o currículo. Mas, isso vai depender muito da plataforma que você está usando. No LinkedIn, por exemplo, isso é bem fácil. A partir de um cadastro, a pessoa pode se candidatar as várias vagas que são expostas na rede social.

Há ainda outras plataformas de vagas de emprego, como Indeed, Catho, InfoJobs, entre outros. Logo, há ainda de se pensar em sites próprios das agências e de empresas que contratam esses profissionais. De todo modo, o envio costuma ser bem simples, em Word.

ANÚNCIO