Comissária internacional: dicas e informações para a profissão

A maioria das mulheres sonham com a carreira de aeromoça internacional, que por sinal, mudou a nomenclatura para comissária de bordo. Essa carreira pode proporcionar viagens pelo mundo todo, se hospedar em bons hotéis, conhecendo pessoas e lugares novos todos os dias e vivendo completamente sem rotina.

Com uma estimativa de contratação de 660 mil funcionários até 2020, a carreira como comissário de bordo internacional encontra-se aquecida. O acesso a essas vagas pode ser feito por meio de sites das companhias aéreas e das Escolas de Aviação Civil.

No caso das companhias internacionais, existem algumas que se destacam por realizarem processos seletivos no Brasil, entre elas estão:

  • Emirates Airlines;
  • Qatar Airways;
  • Erihad Airways;
  • American Airlines.
comissária
Foto: (reprodução da internet)

Mas é preciso lembrar que apesar dos muitos benefícios proporcionados pela profissão, a carreira de comissário de bordo também é bastante exigente e com muitas responsabilidades.

A missão do comissário

Além do atendimento aos passageiros e à tripulação, o comissário de bordo tem a responsabilidade de ser um importante elemento de segurança da aeronave, consequentemente de todos que estejam no avião.

ANÚNCIO

Sua principal missão é garantir a segurança, tranquilidade e conforto dos passageiros e tripulação. O bom comissário de bordo deve ser comunicativo, simpático e paciente, sabendo controlar situações complicadas, transmitir autoridade e respeito e, principalmente, ter facilidade em se adaptar às situações diversas.

A carreira de comissário de bordo não exige formação superior, mas é bastante rigorosa quanto aos cursos, treinamentos e exames específicos, além de exigir uma licença de comissário de voo.

comissária
Foto: (reprodução/internet)

Comportamento

Para você que está pensando em considerar a profissão de comissário de bordo, ser simpático, paciente e ter uma boa comunicação oral, são características fundamentais. Mas, não são somente esses pontos que constroem o perfil desse profissional.

Isso porque, ser equilibrado e saber passar autoridade e respeito são aspectos a serem trabalhados, uma vez que essa profissão abrange as mais variadas situações. 

Critérios para ser um comissário

  • Idade: É necessário ser maior de 18 anos para exercer a profissão e não há um limite de idade estabelecido de maneira expressa;
  • Altura: mulheres devem medir acima de 1,58 de altura e homens 1,65;
  • Experiência: não há exigência de experiência na área sendo que os cursos de formação e especialização são suficientes para preparar o candidato adequadamente;
  • Formação escolar: a exigência é de ensino médio completo.

Idiomas

Conhecimento de idiomas: No caso da carreira nacional o conhecimento de outros idiomas não chega ser uma exigência, mas sim um diferencial do profissional. Mas para a carreira internacional é imprescindível à fluência do inglês, ao menos.

Devido à diversidade de pessoas com quem o comissário terá contato, quanto mais idiomas diferentes você for fluente melhor será sua comunicação e maiores serão as chances de boas companhias procurarem por você para contratação.

Existem alguns casos em que é necessário falar o idioma da companhia, como é o caso da Air France que exige a fluência em francês.

Comissária
Foto: (reprodução/internet)

Formação 

  • Curso em escola homologada pela ANAC: a Agência Nacional de Aviação exige a formação em curso específico, que proporcione, no mínimo, 138 horas de aulas, em escola homologada pelo órgão. No site da ANAC você pode realizar uma busca e descobrir as Escolas de Aviação Civil próximas a sua região. Uma curiosidade sobre esse curso é que ele tem matérias tanto de postura e maquiagem, como de sobrevivência na selva.
  • Exame da ANAC: após a finalização do curso ainda é necessário ser aprovado em exame na ANAC que testa conhecimentos adquiridos. Esse exame é realizado após a sua contratação por alguma companhia aérea e após receber todas as instruções teóricas e práticas e ter passado pelo estágio obrigatório. A certificação desse exame é exigência para o exercício da função.

Salário de uma comissária

O Sindicado Nacional dos Aeronautas determina o valor de R$ 2.076,56 como piso salarial. Porém, por conta das remunerações variáveis, benefícios e adicionais, que abrangem essa categoria, o salário de um comissário de bordo internacional pode chegar até R$ 7.000,00.

Rotina de trabalho

Segundo a lei, um comissário de bordo internacional pode voar até 85 horas por mês, sendo obrigados a tirarem pelo menos 8 dias de folga mensais. Esses profissionais têm direito a 3 horas de descanso ao decorrer de três fusos horários, e mais 12 horas ao chegarem à cidade de residência.

Há também a flexibilidade para mães recentes, e universitários. No caso das mães, o benefício a ser contemplado chama-se “escala-mãe”, esse benefício é destinado às mulheres que acabaram de retornar da licença-maternidade, e tem como objetivo oferecer voos mais curtos com horários menos exaustivos.

Já para os universitários é possível negociar um horário fixo de trabalho.

ANÚNCIO