Crise de identidade – Como evitar uma crise pós-trabalho

Quando se fala em crise, todo mundo assusta. Certo? Só que quando o assunto tem a ver com crises pessoais, como a de identidade ou a existencial, nem todo mundo sabe do que se trata. De fato, é um assunto complicado, delicado, mas que merece atenção. 

A crise de identidade é o assunto central do texto que você está lendo agora. E para começo de conversa, saiba que não se trata apenas de uma crise que existe na adolescência. Muita gente que se divorcia ou perde o trabalho acaba enfrentando essa questão psicológica.

ANÚNCIO
Crise de identidade - Como evitar uma crise pós-trabalho
Foto: (reprodução/internet)

Para entender melhor o conceito e como evitar a crise, a gente separou os tópicos:

  • A crise de identidade de modo geral;
  • Como saber se você está tendo uma crise existencial;
  • Como prevenir uma crise de identidade;
  • Como superar a crise de identidade;
  • A hora do descanso, do lazer e da diversão.

A crise de identidade de modo geral

Vamos começar falando de um modo geral para a gente chegar até o foco: o pós-trabalho. A crise de identidade já foi chamada de Transtorno Mental (DSM-5) ou vista como um conceito de rua por especialistas. Hoje, é algo que se refere à falta de adaptação as mudanças.

Crise de identidade - Como evitar uma crise pós-trabalho
Foto: (reprodução/internet)

Para alguns, a crise de identidade. Para outros, a crise existencial. Ambas são as mesmas porque falam do desconhecimento do rumo da vida a partir de algum acontecimento ou pela falta de conhecimento. É o famoso “estar perdido na vida”, já ouviu falar?

Na prática, deixando o dicionário de lado, a gente tem situações reais que levam as pessoas a terem incertezas sobre a vida e isso acaba gerando verdadeiros tsunamis, como a ansiedade e, mais tarde, a depressão. 

Quando acontecem as crises de identidade

O mais comum é que essas crises aconteçam em momentos importantes da vida das pessoas, como antes de um casamento, durante o nascimento de filhos, na demissão de um emprego, a partir de problemas de saúde, entre outras ocasiões.

Assim sendo, os médicos mais modernos garantem que não se trata de um transtorno e nem mesmo uma confusão mental. Por outro lado, essas crises podem chegar nesse nível se não forem controladas a tempo. O motivo é fácil de entender. Veja. 

Na maioria das vezes, as crises de identidade causam a introspecção. Ou seja, as pessoas perdem o contato com o mundo externo e ficam aflitas com o próprio sentimento. Por sua vez, isso leva a ansiedade e angústia, o que tem a ver com o futuro também. 

Como saber se você está tendo uma crise existencial

O reconhecimento desse tipo de crise é fundamental para que o tratamento seja feito e se torne menos traumático. No entanto, cada pessoa tem suas individualidades para aceitar ou para descobrir se está passando por esse momento.

Crise de identidade - Como evitar uma crise pós-trabalho
Foto: (reprodução/internet)

Por isso, criamos esse tópico para dizer o que é mais comum de acontecer nas crises de identidade pós-trabalho. Observe que a questão emocional sempre se torna visível, ainda que nem sempre seja aceita. Já a intensidade disso é uma questão individual.

O mais recorrente é que a pessoa comece a se afastar de todo mundo em uma espécie de isolamento. Ela também se mantém desmotivada e desanimada de fazer qualquer atividade que seja. Se torna mais pessimista, altera o apetite, se sente incapaz e perder os objetivos.

A crise existencial pós-trabalho

A crise pós-trabalho pode acontecer após uma demissão ou mesmo após um dia de trabalho. No segundo caso é bem mais difícil encontrar os “sintomas”. De todo modo, se tratando do mercado de trabalho, saiba que tudo o que falamos acima faz sentido.

Mas, é mais possível notar o isolamento. Porque por mais que o seu trabalho seja individual, em algum momento, você vai ter que lidar com outras pessoas. Então, se você vê que quer sempre estar sozinho e longe de todos, esse pode ser um indicativo. 

A insatisfação também entra aqui e costuma confundir muita gente. É normal ficar insatisfeito com o salário, por exemplo. Mas, uma coisa é achar que nada está bom o tempo todo. Isso gera desânimo, negatividade e sensação de incapacidade

Como prevenir uma crise de identidade

Saber como prevenir esse tipo de crise não é tarefa fácil nem mesmo para os médicos mais especializados no assunto. Afinal, você não toma um remédio para prevenir a dor de cabeça, certo? Mas, há meios de evitar que ela fique dolorida, desde que você saiba os motivos.

Crise de identidade - Como evitar uma crise pós-trabalho
Foto: (reprodução/internet)

Na crise existencial é a mesma coisa. Se você notar que existem motivos que te fazem ficar em crise consigo mesmo, o ideal é você barrar tais motivos. Quer um exemplo real e prático disso? Alguém que sofre pressão dos pais para se tornar engenheiro. 

Pode ser que em determinado momento da vida, mesmo que se forme em engenharia ou até trabalhe com isso, a pessoa não se encontre mais na profissão. Ou pode ser que ela não se enquadre nesse perfil. Em ambas situações, ela pode ter crise de identidade. 

O autoconhecimento

Com isso em mente, considere que se há uma boa forma de se prevenir de crises existenciais é você se conhecer o máximo possível. E como é que se faz isso hoje em dia? Você pode ir em um psicólogo, sim. Ele ajuda e muito você a se encontrar como pessoa e humano.

Mas, dar atenção para si mesmo também é importante. Isso tem a ver com ver filmes que você gosta, de praticar atividades físicas que você se identifica e até mesmo comer as suas comidas preferidas. Estamos falando sobre não ser forçado a fazer algo que não seja do seu interesse.

No trabalho, o caminho mais indicativo é você estudar e fazer o que sente prazer. Se você é alguém que não gosta de lidar com números, talvez seguir na profissão de matemático não vai fazer sentido, né. Com esses pequenos detalhes e escolhas, você pode evitar esse tipo de crise.

Como superar a crise de identidade

Se você acha que chegou nesse ponto, saiba que está tudo bem. Até mesmo porque como vimos não se trata de um transtorno mental. Ao contrário, esse é um processo natural e que, muitas vezes, é visto como circunstância vital. 

Crise de identidade - Como evitar uma crise pós-trabalho
Foto: (reprodução/internet)

E saiba que alguns estudos têm mostrado que, durante essa crise, ler frases de autoajuda nem sempre vão ajudar. Ao menos, não tanto como receber orientação profissional para lidar com os próprios problemas. Afinal, eles são seus e o que você precisa é encontrar o melhor caminho.

No fundo, você sabe que um relacionamento que não deu certo pode ser superado, assim como uma demissão pode resultar em novas portas abertas. Só não sabe ainda o que fazer agora para dar continuidade nesse processo, não é mesmo?

Ajuste as velas!

Se há uma dica interessante aqui é sobre você pensar na imagem de um barco. A primeira coisa é que ele precisa ter uma bússola para saber para onde vai. Depois, além disso, ele tem que ajustar a vela para seguir o melhor caminho, o melhor trajeto. 

A sua bússola é sua e ninguém tira. Já a sua vela pode ser ajustada com profissionais da área da saúde. Além disso, em todo mar há tempestades que precisam ser enfrentadas para que os barcos não naufraguem. Você é o capitão do barco e é quem vai levar ele até o objetivo.

E agora vem a que talvez seja a parte mais importante. Como capitão do barco, a sua vida não será a de apenas comandar a embarcação em horas ininterruptas. Você também precisa se cuidar, como através da alimentação e do sono, concorda?

A hora do descanso, do lazer e da diversão

Por mais subjetivo que isso pareça, saiba que faz todo sentido. Ainda que você tenha acabado de ser mandado embora do seu emprego, considere que tirar um tempo para si mesmo, para relaxar, é uma boa ideia. Isso vai permitir que você refresque as ideias.

Crise de identidade - Como evitar uma crise pós-trabalho
Foto: (reprodução/internet)

O capitão do barco precisa se alimentar, lembra-se disso? Ele também precisa descansar e, quem sabe, até mesmo jogar baralho com os outros tripulantes. Na vida é assim: toda crise pode ser vencida e ter uma vida de atividades além do trabalho é essencial para isso. 

Agora, isso tudo não quer dizer que você tenha que comer fast-food o dia todo, ficar na cama vendo Netflix e sem tomar banho por semanas. Ok? A ideia é sentir prazer no que você faz, o que poderia ser até uma forma de evitar as crises e agora pode ser formas de trata-las. 

Reencontrando a sua identidade profissional

E antes de terminar o texto você tem que saber de uma coisa: sabia que uma crise existencial no trabalho pode ser justamente o que você precisava para criar a sua própria ou nova identidade profissional? É verdade e faz todo sentido. 

Se você nunca pensou nisso, saiba que essa identidade é um conjunto de características que faz com que seja diferente dos outros profissionais. E elas podem ser determinantes para considerar a sua área de atuação, o seu curso de graduação, o melhor cargo para você. 

Curiosamente, nem sempre é fácil saber qual é a sua identidade no trabalho. Tem gente que descobre desde cedo. Sabe quando a gente vê um profissional e diz: ele nasceu para isso? É por aí. Já outras pessoas descobrem só após a fase adulta. E tudo bem com isso.

A construção de uma identidade profissional

A demissão do trabalho pode ser uma forma de entender que está no lugar errado. Já ouviu falar, por exemplo, de alguém que foi demitido e logo em seguida abriu o próprio negócio e se tornou milionário? Isso é verdade e explica o que falamos aqui.

Ao mesmo tempo, se tem certeza da sua identidade profissional, ótimo, você não precisa construir uma nova. Porém, pode ser que seja a hora certa de buscar novos ares. Ou melhor, novos mares para levar o seu barco.

ANÚNCIO