Administrador: Ep. 3, Schumpeter, Porter e a administração hoje

Você lembra dos outros dois episódios contando a história de como surgiu o administrador? No primeiro eu contei um pouco sobre a escola clássica de Fayol, que era focada na alta gerência e da escola científica, de Taylor, focada no chão de fábrica.

No segundo eu contei como surgiu o departamento dos Recursos Humanos (RH), com o experimento de Hawthorne, quando Elton Mayo percebeu que a motivação dos empregados era algo de extrema relevância para a produtividade da empresa.

Agora, vamos entender um pouco sobre a destruição criadora, de Schumpeter, as 5 forças competitivas de Porter e, por fim, qual a importância do administrador atualmente? Está curioso para saber qual o fim dessa jornada?

Administrador
Fonte (reprodução/internet)

Toda saga tem um fim, aparentemente, estamos chegando ao fim dessa jornada da história da ciência da administração.

Schumpeter, o economista da inovação

Já ouviu falar de destruição criadora? Faz algum sentido para você falar de uma destruição criadora? Bem, isso surgiu dos estudos do economista Schumpeter. Mas, antes disso, você, por acaso, sabe quem foi Schumpeter?

ANÚNCIO

Resumidamente, Joseph Alois Schumpeter é o responsável por uma revisão em todo o pensamento da economia da época, ah, sim, a época foi a primeira metade do século XIX. Ele nasceu no extinto império Austro-húngaro, no dia 8 de fevereiro de 1883, no mesmo ano em que Karl Marx morreu e o ano que John M. Keynes nasceu. Esse foi um ano importante hem?

Administrador
Fonte (reprodução/internet)

Quando se trata de pensamento sobre o crescimento econômico, democracia, estratégias empresariais e história econômica, Schumpeter está entre os principais nomes a se falar. Ah, e claro, quando se fala de inovação também.

Ele foi o primeiro a escrever sobre a inovação e sobre a importância dela nas organizações. Inovação, para Schumpeter, é um novo produto, um novo processo ou um novo modelo, assim como a aprimoração do que já existe. Bem, isso é, desde que agregue valor.

Scumpeter defendia, pautado nas teorias da evolução, que uma organização só sobreviveria se ela inovasse. Ele dizia que a essência da dinâmica do Capitalismo estava em “destruir” o que existia para que surgisse o novo, ou seja, acaba com o iPhone X, para que seja criado o iPhone 11.

Seus estudos formam o pilar para o avanço do estudo das inovações, mas, como esse não é o foco aqui, não vou me delongar muito no assunto. Se eu fosse tratar disso, seria preciso iniciar mais uma série apenas sobre o tema (quem sabe mais para frente, né?).

O administrador da estratégia, Michael Porter.

Já ouviu falar de Michel Porter? Ele é um dos principais especialistas quando se fala em planejamento estratégico e competitividade. É praticamente impossível você estudar estratégia empresarial, sem ver as 5 forças competitivas de Porter.

Porter nasceu no estado Michigan, nos Estados Unidos da América, EUA, no ano de 1947. Em 1985 ele lançou o livro Vantagem Competitiva, juntamente com outros dois livros, Estratégia Competitiva, em 1980 e o livro Vantagem Competitiva das Nações, no ano de 1990.

Administrador
Fonte (reprodução/internet)

Bem, Porter definiu 5 principais forças que devem ser analisadas na estratégia da organização, são elas:

  • Força da ameaça de novos concorrentes – quão fácil ou difícil é que um concorrente entre no setor que está sendo analisado? Quanto mais difícil for, menor será a concorrencia.
  • A força dos produtos substitutos – essa força falava da facilidade de um produto ser substituído por outro (como os dvds foram pela Netflix).
  • A força do poder de barganha dos compradores – o quanto os consumidores têm poder sobre a organização? No sentido de influenciar o preço, as decisões e etc.
  • A força de barganha dos fornecedores – e os fornecedores? O quanto eles conseguem influenciar a organização?
  • Rivalidade entre os concorrentes – Porter, por fim, afirmava que o grau de competitividade de um setor é determinado pela rivalidade entre os concorrentes. Só que o autor estabeleceu os parâmetros que delimitam que a competitividade seja mais acirrada em um setor, dadas algumas condições.

Para superar essas forças, Porter estabeleceu 3 principais estratégias. De custo total, quando o foco da empresa está no preço, então prioriza insumos baratos, a qualidade não está entre as prioridades.

Outra estratégia proposta por Porter foi a de diferenciação, onde a prioridade estava na diferença, aqui a qualidade já é extremamente importante. Aqui não importa o preço, mas o quanto é diferente do concorrente.

Por fim, a última estratégia proposta por Porter foi a  estratégia do foco, onde a organização estabelece um grupo bem específico para ser seu cliente, um exemplo disso é a Apple, que possui um público alvo extremamente segmentado.

E hoje? Qual o papel do administrador?

E hoje, como está a administração? Hoje os administradores precisam saber lidar com a quantidade de mudanças que o ambiente tem sofrido, especialmente com a transformação digital, isso é, ele precisa saber ler o ambiente.

Ele precisa estar atento, deve conhecer bem o passado, para ter uma noção do que pode dar certo e o que não dá. Mas, também, precisa ter a capacidade de se adaptar às inovações, não só se adaptar, mas realizar uma leitura do que está para acontecer.

Por exemplo, um administrador de um banco tradicional poderia optar por não abrir uma nova agência, ou não contratar mais caixas, por ver o avanço dos bancos digitais e, com o dinheiro que seria investido na seleção e treinamento, ele realizaria um investimento para melhorar o internet banking.

Atualmente, o administrador pode ser a chave para o sucesso ou fracasso de uma organização. Com as constantes mudanças que estão acontecendo na sociedade, ou uma organização se adapta à nova realidade, ou irá fracassar.

As barreiras existentes para que surjam concorrentes estão diminuindo, os produtos substitutos estão aumentando, e é papel do administrador analisar como manter sua organização na frente, trazendo um maior lucro aos acionistas.

E isso é tudo pessoal, espero que tenham gostado dessa série!

ANÚNCIO