Massoterapeuta – você sabe o que é essa profissão? Descubra

Você já se atentou para o fato de que “massoterapeuta” tem sido um nome muito usado nos dias atuais? No entanto, podemos dizer que ainda é um recurso novo dentro da medicina e da saúde. Hoje, a gente vai apresentar essa profissão, o mercado, as curiosidades.

Até mesmo porque o nome é sugestivo e não é nada complicado entender: estamos falando de um profissional que atua com recursos terapêuticos na hora de fazer massagens. A ideia é “desestressar” os músculos do corpo ou reabilitar condições físicas. Interessante, não?

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

O massoterapeuta é um massagista

A gente vai começar com esse tópico que é uma dúvida que muita gente tem. E para isso, a gente precisa dar um passo para atrás para entender a história das profissões. A alternativa para aliviar dores e tensões nas pessoas surgiu há milhares de anos.

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

Assim, a massagem se popularizou rapidamente, sendo que tinha esse foco medicinal. Atualmente, elas são divididas entre as práticas orientais e ocidentais. A primeira, mais focada no equilíbrio entre energias do corpo. A outra, como foco locomotor, muscular e esquelético.

Ambas trazem benefícios. O massagista é quem usa as técnicas de massagens e conhecimento em anatomia. O massagista terapêutico (massoterapeuta) usa técnicas de fisiologia, biomecânica, biossegurança, cinesiologia além da anatomia.

A formação do massoterapeuta

Antes de continuar, também é importante fazer outra diferenciação dos profissionais. O massagista é aquele que fez cursos técnicos e se especializou em técnicas e métodos, como drenagens linfáticas, entre outras.

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

O massoterapeuta também tem formação técnica, sendo que pode aplicar diferentes métodos, que são mais comuns entre os orientais, como shiatsu, do-in, cromoterapia, quick massagen, ayurvédica, entre outras. 

Assim, ele pode identificar qual é o melhor método a ser usado para cada paciente, com base nos perfis e nas necessidades deles. Por isso, quase sempre, ele acaba tendo um viés mais focado no tratamento de doenças e na saúde emocional do que o massagista.

Quem pode ser um massoterapeuta

Um dos fatos mais curiosos desse texto, que pouca gente sabe, é que não é preciso ter um curso superior para se tornar esse especialista em massagens terapêuticas. Isso porque ele é um curso técnico e de formação técnica, também.

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

De todo modo, sempre é recomendado que se faça um curso profissionalizante na área para garantir conhecimento do corpo humano e das técnicas a serem usadas. 

Agora, o mais curioso de tudo é que geralmente, esse é um tipo de especialização muito comum entre fisioterapeutas. Portanto, após cursarem os 4 anos de fisioterapia, os estudantes podem se especializar em massagem terapêutica também para se destacarem no mercado. 

A quiropraxia

A gente resolveu citar essa outra profissão só para você entender um pouco mais da ideia sobre o que falamos acima. Atualmente, o quiropraxia é vista como uma especialização possível para fisioterapeutas aqui no Brasil. Exatamente como é o caso da massoterapia. 

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

Já no mercado americano e canadense é diferente. Mas, aqui, é comum que fisioterapeutas se especializem nessa atividade, através de um curso livre. Assim, eles podem atuar no tratamento ou prevenção de doenças a partir de um tratamento alternativo.

Basicamente, ele vai executar exercícios físicos, reeducação postural e manipulação de locais nos pacientes, que podem ser para tratar de dores lombares, na região cervical, hérnias de disco, no nervo ciático e até mesmo estresse e desequilibro hormonal.

O curso de massoterapia no Brasil

O objetivo geral desse curso, que está disponível em várias instituições de ensino, é formar alunos para trabalhar com técnicas para a profissão de massagistas e massoterapeutas. Eles podem atuar em empresas públicas ou privadas, além de forma autônoma. 

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

No Brasil, são várias as escolas credenciadas para esse curso, tanto de forma presencial como à distância. É comum que entre os temas da grade curricular, a gente note: anatomia, fisiologia, trabalho em saúde, biossegurança, cosmetologia, drenagem, massagem modeladora, etc. 

E entre as escolas mais buscadas do país, a gente pode citar o Colégio Brasileiro de Acupuntura (Rio de Janeiro), o Instituto Brasileiro de Therapias e Ensino (Curitiba), a Universidade Paulista (São Paulo) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (São Paulo). 

O curso de massoterapia no Senac

Como citamos o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) no tópico acima, vamos usar o exemplo dele para você saber mais sobre o curso. O requisito do Senac é que a pessoa tenha 18 anos ou mais, além do 2º ano do ensino médio completo. 

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

Assim, o aluno aprende sobre “condições de saúde”, “hábitos de vida”, “procedimentos terapêuticos”, “relaxamento muscular”, “remodelação corporal”, “sistema linfático”, “ambientes de massagens”, entre outros temas importantes para a profissão. 

A partir disso, a matrícula pode ser feita online, a partir do envio de documentos pessoais, como RG, CPF e certificados. Depois que concluir o curso, o aluno recebe um diploma emitido pela escola.

Quanto custa um curso de massoterapia

Atualmente, há turmas abertas em várias cidades, especialmente, em São Paulo. Em São Carlos, por exemplo, o custo é de R$ 5.276,32, pago em até 38 vezes. O mesmo valor de Franca e Ribeirão Preto.

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

Já em Campinas, também na região de São Paulo, o custo é um pouco maior, sendo de R$ 6,5 mil, sendo que o valor também pode ser dividido em 38 vezes. Em outras cidades, o curso existe, mas ainda sem turma aberta, como em Santos. 

Em ambos os casos, as aulas são de segunda à sexta durante o período noturno, das 19 horas até as 22 horas e 30 minutos. 

O mercado de trabalho do massoterapeuta

Esse profissional poderá trabalhar em várias empresas, se optar por um contrato de trabalho com carteira assinada ou como prestador de serviços. Por exemplo, pode ser parceiro de um hotel, de uma clínica de massagens, de um SPA, de um clube esportivo, de academias, centros.

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, há empresas de outros setores que também contratam os massoterapeutas. Ou eventos. Geralmente, isso acontece através do método “quick massage”, ou seja, massagem rápida, onde a ideia é dar uma espécie de “conforto” para os clientes ou colaboradores.

Há ainda de se pensar no tem mais atual para esse profissional, que tem a ver com o empreendedorismo. Isso porque ele pode abrir o próprio consultório para prestar atendimentos clínicos, seja em convênios médicos, particulares, em parcerias ou outros.

Quanto ganha um massoterapeuta

Chegamos a um ponto que interessa muita gente: o dinheiro. Atualmente, quem costuma contratar esse tipo de profissional são clientes das classes A e B, além das empresas. Assim, há de se falar ainda que é um tipo de massagem que funciona como terapia, que está em alta.

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

Logo, para quem é contratado como massoterapeuta de empresas, saiba que o salário médio inicial costuma ser de R$ 1,5 mil para uma carga horária diária, de 8 horas, variando entre as seções de massagens, que podem durar entre 40 e 60 minutos cada uma. 

Agora, para quem pretende investir e abrir o próprio consultório, saiba que há relatos no Brasil de que o salário do profissional pode passar dos R$ 10 mil no mês. Obviamente, são questões diferentes a serem avaliadas, como o risco do retorno.

Onde procurar as vagas de massoterapeuta

Na internet, existem vários sites de vagas de emprego que permitem a pesquisa por vagas abertas de massoterapeuta hoje em dia. Assim, vamos usar aqui o exemplo do LinkedIn, que é uma rede social profissional que não cobra nada do interessado nas vagas. 

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

A gente fez uma busca e vimos que há, pelo menos 30 vagas para massoterapeutas no Brasil, lembrando que essa pode ser uma especialização para fisioterapeutas também. As principais vagas são para a região de São Paulo, Goiás, Ceará e Santa Catarina. 

Aliás, em Santa Catarina é onde há mais vagas abertas hoje em dia. já em termos de empresas que contratam, as que mais foram vistas no LinkedIn são: Vila Ybytu Eco Resort, Espaço Prana SPA, Centro de Reumatologia Botafogo, Talai SPA e algumas agências de emprego. 

Os requisitos 

A gente fez um estudo para descobrir os principais requisitos exigidos nessas vagas anunciadas no LinkedIn. Assim, encontramos: curso completo de massoterapeuta com duração pelo menos de 2 anos, curso de drenagem linfática e disponibilidade de horário.

Massoterapeuta - você sabe o que é essa profissão? Descubra
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, é comum que a carga horária fique em 44 horas semanais, sendo 8 horas por dia e mais 4 no sábado. E entre as atividades, o contratado vai atender pacientes, fazer massagens terapêuticas, executar drenagem linfática e manter a organização no trabalho. 

Quanto custa uma massagem de um massoterapeuta

Para fazer as contas de um modo mais correto, vamos avaliar outro ponto de vista. Por exemplo, quanto é que custa uma sessão de massagem terapêutica hoje em dia? No Brasil, a média está entre R$ 30 e R$ 150 para cada sessão.

Assim, se um profissional atende 5 pessoas por dia e trabalha 6 dias na semana, com um valor médio de R$ 50 por massagem, ele pode ter um ganho mensal de R$ 6 mil. Mas, a variação pode ser para mais ou para menos, dependendo da quantidade de horas de trabalho.