Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar

Tem muita gente reclamando do trabalho no seu país. Isso vale para os países da América do Sul, assim como para outros, como da África e até mesmo da Europa. No entanto, quando pensamOS em mudar de país para conseguirem um emprego melhor, vem a grande dúvida.

Será que isso vale a pena? Tudo é uma questão de avaliação e de análise. O fato é que todo país sofre com o mercado de trabalho. Seja na hora de encontrar mão de obra qualificada ou na hora de encontrar um emprego com salário justo. Mas, há pontos que ajudam na decisão.

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

A mudança de cidade por conta do emprego

Antes de qualquer coisa, vamos trazer aqui um assunto que é um pouco mais regional. Você já deve ter passado por uma situação assim ou conhece alguém que passou. Então, vem essa pergunta antes: vale a pena mudar de cidade para conseguir um emprego melhor?

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Tudo vai depender de alguns fatores. Quando a pessoa já tem a certeza de que há outra vaga de emprego para ela em outra cidade, a conta fica mais fácil. Ela só precisa saber se vai compensar a transferência da família toda ou se ela pode ir e voltar no mesmo dia, etc.

Se ela não tem um emprego garantido lá, então, o risco de mudar de cidade já é maior já que terá todo o gasto envolvido e ainda poderá continuar desempregada. No caso da mudança de país para um novo emprego, a ideia é exatamente a mesma: é preciso avaliar cada caso.

1 – Você já tem um emprego garantido em outro país?

A primeira pergunta certa que você deve fazer é sobre o fato de você já ter um emprego garantido em outro país ou não. Geralmente, quando há esse emprego garantido é porque a empresa em que a pessoa trabalha pode ter algumas unidades no exterior também.

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Ou pode ser que ela tenha conseguido online uma entrevista de emprego que resultou na contratação, o que é bem mais raro de acontecer. No entanto, na grande maioria dos casos, a pessoa não tem emprego garantido em outro país. 

Nesse caso, viajar para o exterior para procurar um emprego lá pode ser um grande risco. Afinal, pouco se sabe sobre o mercado de trabalho, as vagas e as possibilidades de ser contratado. Logo, se ficar sem emprego, como é que a pessoa e família vão se sustentar?

2 – Você vai viajar com a família para morar fora do país?

A próxima pergunta que vem, que é considerando o fato de a pessoa já ter um emprego certo no outro país, tem a ver com a viagem ser em família ou apenas o trabalhador. Se ele vai se mudar com a família, o que deve ser custeado pela empresa, parece ser um bom passo.

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

No entanto, quando a empresa só custeia os gastos do profissional e ele tem que ir sem a família, a questão começa a se complicar um pouco mais. Afinal, tem a questão emocional, social e familiar que costuma ter um grande peso nessa mudança na carreira.

Assim sendo, não que não seja recomendado, mas ir para outro país para trabalhar sem a família é algo que vai exigir muito do profissional e da família. Então, é preciso tomar esse cuidado. É por isso que geralmente o convite é feito a profissionais que ainda não são casados.

3 – Você vai ficar no exterior a trabalho por quanto tempo?

Mais uma pergunta inteligente de ser feita tem a ver com o tempo de moradia e trabalho em outro país. Por exemplo, se for um caso em que a pessoa terá que cumprir um prazo temporário, como de 1 ou 2 anos, então, fica mais simples de fazer as contas.

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Assim, mesmo que a família fique no seu país e o trabalhador tenha que partir, parece que “dá para aguentar as pontas”. Por outro lado, se não há esse tempo estimado e o profissional poderá ficar lá “para o resto da vida”, então, é preciso considerar isso na conta final também.

De um modo geral, se o trabalhador vai ficar fora do país por tempo indeterminado, considere que é ideal que ele vá com a família – exceto se ele ainda não for casado. Mas, lembre-se que isso não é regra e sim o que geralmente acontece, está bem?

4 – Você tem interesse no país em que vai trabalhar?

Em alguns casos, também comuns, pode acontecer de o profissional não ter interesse em ir para o país que está sendo convidado. Por exemplo, o país pode ter problemas com guerras ou a pessoa não aceitar a religião local. Assim, ele pode negar essa transferência.

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Por outro lado, também devemos pensar que o profissional pode ver com bons olhos a viagem ao exterior, seja para conseguir um ponto a mais no currículo, pela experiência na carreira ou até mesmo porque visa uma melhor qualidade de vida para toda a família.

E sem falar que o salário também é interessante – mas, vamos comentar disso no próximo tópico. O fato aqui é que analisar o país que você vai trabalhar é importante sim e isso também tem o seu peso de importância na decisão.

5 – Você vai ter mais benefícios ao ir para outro país?

Aqui, não se trata apenas de pensar em benefícios com salários mais altos. Até mesmo porque é natural que isso aconteça – se não, não valeria a pena sair do seu país, né. Mas, dá para pensar em outros benefícios também, seja um plano de carreira ou adicionais.

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Vamos supor que a pessoa seja convidada a trabalhar na Ásia por 2 anos. Sendo que durante esse tempo uma nova obra vai ser iniciada lá. Assim, o trabalhador que vai para lá vai receber um salário a mais, além de benefícios como adicionais por estar fora do país. 

E sem contar que ele não vai ter gastos com transporte, nem alimentação, nem moradia, né. Por outro lado, também pode ser que ele vá para lá com o mesmo salário e sem benefícios, o que pode fazer com que a partida para a Ásia não seja tão interessante assim. 

E para quem não tem emprego certo no outro país?

Agora, vamos cogitar aqui uma próxima opção. Supondo que você não tenha emprego fixo no outro país, e está desempregado no seu, será que vale a pena a mudança? Nesse caso, uma boa ideia é procurar o emprego antes de pegar o avião.

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Atualmente, há vários sites que permitem isso. Inclusive, dá até para fazer entrevistas online e enviar o currículo em inglês, viu. Logo, é uma alternativa mais garantida do que pegar as malas e partir para o mundo em busca de empregos. 

Agora, há outros pontos que você tem que considerar para aumentar as suas chances de conseguir um emprego em outros países. Um deles tem a ver com o idioma e outra com a sua qualificação. Vamos explicar um pouco melhor sobre isso nos tópicos abaixo.

O idioma inglês

Sobre o idioma inglês, a gente não tem muito o que falar, né. Essa é a língua oficial do mundo e praticamente serve para todos os lugares que você for. Portanto, um bom começo é se tornar fluente no idioma para conseguir se comunicar. 

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Se você sabe, mas pouco, estude mais. Se sabe muito, treine a conversação e assim por diante. O ideal é que você tenha um bom inglês não apenas para passar na entrevista como também para ter chances de ir para outro país para trabalhar.

A sua qualificação

Do lado da qualificação, saiba que mesmo que não tenha uma formação, você pode procurar empregos no exterior. No entanto, isso vai ser mais complicado porque as vagas são mais concorridas. Agora, a dica é você saber quais as vagas mais indicadas em cada país. 

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, o que se tem visto é que os engenheiros têm tido mais “sorte” em buscar vagas no exterior. Já para quem tem apenas o ensino médio, isso tem sido bem raro de acontecer. Logo, profissionalize-se e continue se capacitando porque isso faz diferença. 

Os intercâmbios 

E mais uma dica, que pode fazer todo sentido para você, tem a ver com os intercâmbios. Para quem está estudando, saiba que estar em outro país é um ponto muito interessante para conseguir um emprego. Isso porque é mais fácil fazer contatos e encontrar as vagas. 

Vale a pena mudar de país para ir para um emprego melhor? 5 pontos para analisar
Foto: (reprodução/internet)

Por isso, sempre que surgiu uma oportunidade pense em estudar lá em outro país ou até mesmo fazer trabalhos voluntários. Esse primeiro passo pode fazer a diferença lá na frente e evita que você corra o risco de migrar do seu país sem garantias de emprego no exterior. 

Au Pair

Como falamos dos intercâmbios, também vale a pena mencionar um programa especifico, que é chamado de Au Pair. Ele é direcionado a mulheres com até 26 anos que aceitam trabalhar em casas de família, cuidando de crianças, em troca da experiência de morar no exterior.

Assim, elas recebem salários e tem direitos trabalhistas, como férias. Atualmente, há várias agências que permitem esse tipo de intercâmbio cultural. E estando lá no outro país fica mais fácil procurar um emprego local, né.