Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal

Se você é brasileiro, muito possivelmente deve ter ouvido falar que quem trabalha na Receita Federal ganha bem, não é verdade? Porém, nem todo mundo sabe sobre quais são as vagas de emprego disponíveis lá, os salários e o que é preciso para entrar na Receita Federal.

É para responder essas dúvidas que nós criamos esse conteúdo. Aqui, vamos falar tudo aquilo que você tem interesse em saber, como o concurso para a Receita Federal, os cargos, os salários, as faculdades que precisa ter e muito mais. Leia com atenção e saiba tudo!

ANÚNCIO
Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Os cargos disponíveis na Receita Federal

Com base nos editais de concursos públicos e também nas informações do Portal da Transparência da Receita Federal, considere que o órgão é formado por duas carreiras. Assim, temos a de Analista Tributário e a de Auditor Fiscal.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Só que dentro do órgão também há vagas para servidores que atuam em áreas administrativas. Nesse caso, eles pertencem a carreira administrativa do Ministério da Economia, podendo ser de qualquer órgão ligado ao Ministério.

Logo, em um último relatório que foi feito, leve em conta que a Receita Federal do Brasil contava com mais de 8 mil auditores fiscais, mais de 6 mil analistas tributários e quase 4 mil funcionários administrativos. Isso quer dizer que há muitas vagas abertas no órgão.

O concurso público da Receita Federal

Se você entendeu o tópico acima, agora fica mais fácil saber que o concurso da Receita Federal só conta com 2 cargos: de auditores fiscais e de analistas tributários. Para atuar na área administrativa é preciso passar em concurso de outro órgão (Ministério da Economia).

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, o concurso da Receita é lançado de tempos em tempos e o edital informa sobre tudo o que é importante, como requisitos e salários. No último, que foi em 2012, a gente viu que era preciso ter nível superior em informática ou na área.

Isso porque as vagas oferecidas eram disponibilizadas em 4 áreas, sendo aduana, política ou administração tributária, além de auditoria ou tributação. Também na época, os salários partiam de R$ 12 mil e iam até R$ 21 mil. Vamos falar mais dos salários abaixo.

Os salários na Receita Federal

Obviamente, cada cargo tem um salário e isso pode ir se atualizando conforme os anos passam. E vamos usar o site do Glassdoor para mostrar algumas médias salariais que foram informadas por mais de 240 funcionários que trabalham lá na Receita atualmente.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Um estagiário recebe por mês em torno de R$ 5,4 mil como salário base e tem ainda o pagamento adicional, de quase R$ 200. Já um auditor fiscal, que tem a ver com as vagas abertas em concursos, ganham acima dos R$ 27,8 mil mensais, sendo R$ 25,5 mil de base.

O assistente administrativo, que é um cargo que vem do Ministério da Economia, tem salário que parte de R$ 4,2 mil no mês. Agora, quanto ao cargo de analista tributário, a gente vê que há uma variação grande porque eles estão contratando prestadores de serviços também.

Outros benefícios pagos pela Receita Federal

Também usando o Glassdoor como parâmetro, a gente vê que além do salário base, o profissional da Receita Federal também recebe adicionais, que são variáveis e alguns benefícios. Entre eles, o valor transporte, que é citado com R$ 120 no mês.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Do lado de quem faz estágio, um dos benefícios está em trabalhar apenas 4 horas, sendo que o restante do tempo pode ser usado para os estudos.

Outros benefícios não foram confirmados pela Receita, porém, alguns funcionários citam ainda a opção de planos de saúde e odontológico, vale-refeição ou alimentação e a possibilidade de cursos para o desenvolvimento pessoal, especialmente em outros países.

Onde estão as vagas para trabalhar na Receita Federal

Considerando todas as carreiras que citamos aqui (auditor fiscal, analista tributário e auxiliar administrativo), saiba que as vagas são distribuídas em praticamente todos os estados do país. Dessa forma, há de se pensar ainda nos postos de trabalho.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, há portos organizados, unidades de fronteiras, terminais aeroportuários de cargas, terminais aeroportuários de passageiros, pontos de fronteira alfandegados, centros de distribuição de remessas postais internacionais, polos de processamento de remessas, etc.

E há ainda mais de 550 unidades descentralizadas da Receita, que são divididas em 10 grandes regiões no país todo. E se você não sabe ainda, a Receita é um órgão do Ministério da Fazenda que administra os tributos federais, previdenciários e do comércio exterior no país.

Vale a pena prestar o concurso da Receita Federal

Um pouco antes de a gente citar o que é preciso fazer para entrar na Receita Federal, vamos trazer aqui um tópico mais reflexivo, que é sobre uma dúvida que muita gente tem. Afinal, vale mesmo a pena trabalhar na Receita, considerando que é preciso estudar muito?

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

A verdade é que você mesmo vai precisar avaliar essa questão trazendo um comparativo entre os custos ou esforços e os benefícios que isso pode trazer a você. Do lado dos benefícios, nós já falamos da maioria deles. Mas, vamos retomar aqui para você se atentar, de novo.

São cargos públicos e isso quer dizer que são mais seguros e com altos salários. Outra coisa é que são muitas as vagas abertas. Portanto, mesmo que há muitos concorrentes, uma delas pode ser sua. Há ainda a vantagem de trabalhar em várias regiões do país. E tem o plano de carreira – já que a Receita custeia cursos de aperfeiçoamento e profissionalização.

Como trabalhar como estagiário da Receita Federal

Para ser um estagiário na Receita Federal, considere que você também vai precisar passar em uma espécie de processo seletivo. Recentemente, em 2021 mesmo, algumas vagas foram abertas em várias cidades do país. Os requisitos mudam conforme a vaga.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Mas, para se ter uma ideia, nós vamos citar aqui as vagas abertas para estagiários da Receita em Corumbá, Mato Grosso do Sul. Os candidatos precisavam ter Administração de Empresas, Direito, Administração ou Ciências Jurídicas e Sociais.

Nesse caso, as vagas foram anunciadas através de um portal de estágios, chamado de Agiel (Agência de Estágios). Mas, para cada cidade há uma agência ou empresa que presta esse serviço de filtrar e recrutar os candidatos.

Como trabalhar como auditor ou analista tributário

Já para os cargos com maiores salários, como já falamos por várias vezes, a saída vai ser passar no concurso público da Receita Federal. O problema é que há muitas vagas a serem preenchidas e os concursos estão parados há alguns tempos.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

No entanto, para quem pretende começar a trabalhar na Receita, talvez esse seja o melhor momento para começar a estudar – afinal, quando os editais forem lançados, então, você vai estar preparado para concorrer a uma das vagas.

E a nossa dica inicial é que você tenha aí no seu computador ou celular o último edital que foi lançado. Por ele, dá para ter uma boa base de como tudo funciona, sobre requisitos, temas, contratações, salários, inscrições, entre outros pontos importantes. Acesse aqui.

Como trabalhar como terceirizado na Receita Federal

Nesse caso, considere que as terceirizações acontecem entre a Receita e as empresas. Por exemplo, pode ser uma empresa que presta serviços de limpeza ou de recrutamento de candidatos para estágios.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Então, a pessoa que trabalha para a empresa acaba sendo, indiretamente, uma terceirizada da Receita. Porém, não é concursado e não tem benefícios que citamos aqui. Já que ela é funcionária da empresa que presta os serviços.

O que estudar para o concurso público da Receita

Se você ainda não deu o primeiro passo no seu estudo, considere que há sim boas dicas para começar. Obviamente, para quem já estuda há algum tempo, então, as dicas podem ser outras. Para iniciantes, comece pelos temas como português e raciocínio lógico.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Depois, enfrente aqueles que são da área fiscal e sempre caem com bastante constância e importância. A gente destaca aqui: direito tributário, direito constitucional, direito administrativo e a contabilidade geral.

E vem ainda a parte de exatas, não é mesmo? Que é vista com uma das que mais eliminam os candidatos – porque muitos não vão bem nelas. Citamos, portanto: matemática financeira, equações, geometria, matrizes, estatísticas descritiva e inferencial.

Indo além nos estudos

Agora, após passar por toda essa parte inicial, considere que você ainda não estará preparado para ser um dos selecionados no concurso da Receita. Isso porque existem outros temas que podem ser abordados, ainda mais nos cargos que pagam mais.

Descubra o que é preciso para trabalhar na Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Para fechar a sua lista de estudos, você tem que estar apto a responder perguntas sobre administração, auditoria, direito previdenciário, legislação aduaneira e tributária.

E nas horas vagas, considere ver vídeos de professores ou até mesmo séries ou filmes que citem temas que podem ajudar você nas provas, como os de contabilidade, de estatística ou mesmo de matemática.

Bônus – Sobre o porte de arma para auditor da Receita Federal

Após o Jair Bolsonaro entrar no poder do Brasil, muitas mudanças foram comentadas e algumas foram aprovadas. De fato, o governo assinou uma Medida Provisória para que os auditores fiscais pudessem ter direito ao porte de arma, assim como analistas tributários.

Isso vale para quando eles estão fora do serviço também, desde que existam ameaças. As armas devem ser fornecidas pelo Comando do Exército, assim como munições.

Nota de responsabilidade: Antes de se candidatar a vagas de empregos, cursos ou certificações profissionais, consulte a página oficial da empresa ou instituição de ensino para atestar a veracidade das informações. O Facebook não se responsabiliza por quaisquer complicações ou contratempos que possam acontecer antes, durante ou depois dos respectivos processos seletivos apresentados.

ANÚNCIO