Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia

Na hora de empreender ou de buscar um emprego, os grandes desafios das pessoas têm a ver não apenas com encontrar as possibilidades que existem, mas também com estar em um segmento ou mercado que seja forte o suficiente para não parar mesmo durante as crises.

Independente se você está em busca de um emprego ou se quer abrir o próprio negócio, saiba que a gente foi atrás desse tipo de informação que pode ser muito valiosa para você: os setores que mais cresceram, que menos cresceram ou não que não pararam na pandemia.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

A ideia sempre é a de se reinventar

Antes de começarmos a falar de vários setores, a gente quer considerar aqui que em todo caso a reinvenção é sempre uma das melhores saídas para esses momentos, como de crise-econômica. Por exemplo, isso vale para quem trabalha e vive da área da alimentação.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

Essas pessoas podem reforçar a importância da higiene, do distanciamento social, nos aplicativos delivey e muito mais. No caso do setor da beleza, uma ideia poderia ser a de oferecer álcool em gel nos atendimentos e apostar no e-commerce também.

E no caso das feiras livres? Curiosamente, é uma área que deixa muitas dúvidas. Porém, saiba que dá para se reinventar também. Por exemplo, fazer um planejamento emergencial (com delivery), planejamento com fornecedores e até mesmo uma política de contato pelo Whatsapp.

8 – O setor de comércio e de serviços

O que a gente pode considerar desses setores, que são os mais comuns e sempre vistos como primeiras opções das pessoas? De fato, o comércio físico, presencial, sofreu muito durante a pandemia, como acontece em toda crise financeira.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

No caso dos serviços, o que aconteceu, conforme os especialistas, tem a ver com uma reestruturação. Ao passo que no geral, esse também foi um setor que sofreu bastante. Afinal, com menos dinheiro, menos serviços são contratados, independentemente de quais são. 

Por outro lado, tanto comércio como serviços entram naquele assunto que devem ser os setores que mais devem crescer no pós-pandemia. Então, se por um momento está ruim, saiba que isso tende a melhorar significativamente com o controle da pandemia. 

7 – O setor industrial

E setor das indústrias, como é que ficou? Aqui há alguns pontos a serem observados. Por exemplo, os segmentos de petróleo e biocombustíveis sofreram muito. No entanto, os mais afetados foram de máquinas, materiais elétricos, limpeza, perfumaria e eletrônicos.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

Curiosamente, a indústria de vestuário foi uma das que registraram os menores impactos durante a pandemia, ao menos em termos de produção. No entanto, após um período maior da pandemia, que seguiu após 12 meses, toda a indústria começou a sofrer, sem restrições. 

Tanto é que foi na indústria que tivemos o que ficou chamada de “demissões em massa”. Apesar de que o risco de demissões em massa aconteceu em todos os setores, o da indústria foi o que mais chamou a atenção, com informações da Organização Internacional do Trabalho. 

6 – O setor de supermercados

O que será que os especialistas pensam e falam sobre o setor de supermercados? Sem dúvidas, é um setor que cresceu muito durante a pandemia. Especialmente, os mercados de bairro, como dizem aqueles que estudam o assunto mercadológico.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

Ao mesmo tempo, é preciso tomar cuidados com o controle da gestão financeira quando esses negócios não vão bem. Ou seja, em época de crise, o tombo pode ser bem grande se o gestor/administrador não estiver bem-preparado. 

Logo, a recomendação é sobre avaliar muito bem o crescimento da empresa ao longo do tempo, entender o preço de venda, os produtos que são vendidos ali, o controle de estoque. Até mesmo porque toda crise sempre chega ao fim, só não se sabe em quanto tempo. 

5 – O setor de farmácias

Outro setor que tem sido muito procurado é o de farmácias, justamente porque ele também não parou de crescer durante os tempos da pandemia – assim como foi em outras crises financeiras globais. Por isso, há um grande entusiasmo sobre ele.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

E nesse último caso, que vem desde 2019, houve ainda um acréscimo na venda de produtos alternativos, como as máscaras faciais, o álcool em gel e também aos medicamentos que ajudam na “prevenção” do vírus, como é o caso das vitaminas. 

Curiosamente, aqui vale a pena destacar um histórico recente do setor. Atualmente, as farmácias são chamadas de drugstore, ou seja, são estabelecimentos comerciais que vendem muito mais do que medicamentos, o que permite outras áreas também. 

4 – O setor dos planos de saúde

Dá ainda para falar do setor de planos de saúde, especialmente em países como o Brasil, que tem um sistema público de saúde que é público, porém, é visto como de mal qualidade. Logo, o plano de saúde particular acaba sendo alternativo viável para muita gente.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

Mas, e nessa crise, como o setor de comportou? Aqui também vale mencionar alguns históricos. Primeiro que antes da pandemia, os convênios e os planos tinham perdido força devido aos reajustes que aconteceram de forma constante. 

Só que depois da pandemia, muita gente começou a ficar com medo de ficar à mercê do SUS (Sistema Único de Saúde) e acabaram investindo de novo nesse tipo de plano. Porém, com uma diferença: a busca foi por planos mais acessíveis, mais baratas e menos completos. 

3 – O setor da educação

E a educação, queridos, como é que você acha que ficou? Na verdade, é outro setor que merece atenção porque teve algum movimento diferente. Isso porque o setor como um todo envolve o que é presencial e o que é digital, certo?

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

Assim, com certeza, as escolas e aulas presenciais sofreram demais. Mas, em contrapartida, cursos online tiveram uma alta muito significativa nesse mesmo período. Por exemplo, o ensino a distância fez empresas lucrarem muito mais do que lucravam antes.

Mas, o mesmo não se pode ver em creches ou escolas particulares, sendo que uma boa parte delas até precisou fechar as portas durante esses últimos meses. 

2 – O setor do e-commerce

Agora, não dá para ficar sem falar em setores que cresceram na pandemia sem falar do e-commerce, certo? Logo, estamos falando do que mais cresceu durante essa última crise global na saúde que o planeta Terra viveu. Então, vamos lá.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

O e-commerce é todo aquele comércio que aconteceu na internet, no que é chamado de eletrônico. Ou seja, dá para pensar em farmácias online, por exemplo, o que pode entrar nesse conceito. O fato é que não estamos falando de um lugar que vende um único produto.

E sim de um grande shopping center que funciona 24 horas por dia e que as pessoas podem consultar, comparar e comprar sem sair de casa. O e-commerce tem permitido também novos desafios e novas possibilidades, tanto é que é citado como tendência atual há algum tempo. 

1 – O setor do turismo

Se por um lado a gente tem o setor do e-commerce como um dos que menos perdeu força nessa pandemia, por outro, nós temos o de turismo como um dos que mais sofreram. E o pior: especialistas dizem que é um dos que mais devem demorar para voltar a crescer. 

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

E no setor de turismo a gente pode pensar não apenas em hotéis, mas também em agências, passaportes, bilhetes aéreos, venda de malas e tudo a mais que tenha relação com as viagens.

Uma boa dica, no entanto, poderia ser a de pensar em criar políticas de cancelamento e adiamentos de reservas dos serviços. Afinal, todo momento de crise também serve para a gente aprender algo novo e criar melhorias, não é? A comunicação também se faz necessária.

Os cenários: antes, durante e pós-pandemia

Fim do texto, vamos fazer uma espécie de reflexão e resumo de tudo o que falamos aqui. Saiba que setores como o ensino a distância, a telemedicina, a nutrição, o plano de saúde e tudo o que é online teve um grande destaque durante esses dias e vai continuar crescendo.

Saiba quais foram os 8 setores que mais variaram durante a pandemia
Foto: (reprodução/internet)

Já o setor de alimentação, de produtos de limpeza, de internet e de produtos de prevenção de cuidados teve alta, mas deve se estabilizar no pós-pandemia. Já os que caíram, mas devem se recuperar logo no pós-crise, nós temos: eletrodomésticos, produtos de beleza e comércio. 

Por fim, há ainda uma notícia não muita boa para quem é ou quer investir em alguns setores: eles sofreram muito durante a pandemia e, no entanto, não devem ter uma retomada muito rápida depois. São eles: academias, eventos, cinemas, hotéis, viagens, restaurantes. 

O mercado de trabalho mais moderno

E agora sim para terminar o texto, considere que o mercado de trabalho como um todo sofreu um grande choque nessa última crise que estamos vivendo. De todo modo, é o que os especialistas que estão falando sobre “mercado de trabalho mais moderno”. 

A ideia é uma só: manter as relações de vendas a partir da internet. Ou seja, muito se fala em vendas online, o que antes era um complemento das vendas físicas vem a ser uma alternativa totalmente rentável e lucrativa para empreendedores e profissionais. Pense nisso.