Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal

O Concurso Público da Receita Federal do Brasil está entre os mais desejados dos brasileiros. E são vários os motivos para isso. A começar pelo salário e estabilidade. O problema é que há muitos concorrentes, o que tornam as provas difíceis e com uma nota de corte bem alta.

De todo modo, não é impossível conseguir uma boa pontuação e se tornar um funcionário público da Receita Federal. Para isso, a única alternativa viável é o estudo. E quanto mais coerente e disciplinado ele é, então, maior será a chance de ter sucesso nessa área da sua vida.

ANÚNCIO
Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

O que é a Receita Federal

Para entender sobre o funcionamento da Receita Federal, considere as Secretarias Especiais da Receita Federal. Assim, temos um órgão que é subordinado ao Ministério da Economia e que exerce funções essenciais para o Estado.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Logo, o objetivo é administrar tributos da União, especialmente, dos previdenciários e dos que têm relação com o comércio exterior. O órgão está ligado ao Poder Executivo Federal e formula a política tributária do país, evitando sonegações, pirataria, tráficos, drogas, etc.

O órgão é bem extenso, sendo que possui, atualmente, 5 grandes regiões distribuídas entre estados. A 1ª região, por exemplo, é formada por Acre, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. E a 4ª por São Paulo, entre outras.

Conhecendo os principais cargos

Uma das primeiras coisas a se fazer para começar a estudar para o concurso da Receita Federal do jeito certo é conhecer os cargos. O motivo é que para cada cargo você vai ter um tipo de prova, ao menos, em termos de disciplinas, número de questões e até mesmo dificuldade.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Pensando nisso, a gente separou aqui para esse texto aqueles que são os principais cargos disponíveis para quem quer trabalhar na Receita Federal hoje. Acompanhe.

Auditor Fiscal

O cargo de auditor fiscal é aquele que exige o ensino superior, independente do curso. O profissional vai trabalhar sendo um servidor público que vai tomar decisões em processos administrativos-fiscais e ligados aos benefícios fiscais.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Ele também poderá atuar na fiscalização, atuando no controle aduaneiro, apreensão de mercadorias, livros, documentos ou outros. Além de fazer a consulta e o exame da contabilidade de empresas e contribuintes.

Analista Tributário

O analista tributário também precisa ter o ensino superior completo, sendo que vai atuar em áreas gerais ou informática dentro da Receita Federal. Ele será responsável por fiscalizar o trânsito aduaneiro, embarque e desembarque de importação e exportação.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Outra coisa é que ele poderá administrar veículos e embarcações, além de avaliar riscos de cargas e empresas, controlando a segurança aduaneira, prestando informações e verificando mercadorias.

Analista Técnico-Administrativo

É outro que precisa ter o nível superior completo, sendo que vai atuar na área de recursos humanos, patrimônio, materiais, informações, tecnologia. Ele também poderá estar por trás das promoções de estudo, desempenho e trabalhos administrativos.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Atualmente, o salário de um profissional como esse fica na média de R$ 2.609, sendo que o salário está compatível com o que é praticado no mercado, ainda que seja um dos menores dentro da Receita Federal.

Assistente Técnico-Administrativo

Talvez esse seja o cargo mais concorrido de todos e por um motivo simples: ele só exige do candidato o ensino médio. Já quanto a função, caberá ao assistente atuar em várias técnicas, administrativas, logística e de atendimento.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Sem contar com o fato de que poderá também cumprir tarefas do mesmo nível de complexidade da sua área de atuação.

Conhecendo os principais temas

Já do lado do que cai na prova da Receita Federal, considere que isso pode variar conforme o cargo, por isso, a gente começou contando sobre essas funções. Agora, leve em conta que há temas que são válidos para todos eles, especialmente, os de nível superior.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Entre as disciplinas mais cobradas, a gente pode considerar aqui:

  • Língua portuguesa;
  • Contabilidade geral;
  • Direito tributário;
  • Comércio internacional;
  • Legislação aduaneira;
  • Idiomas;
  • Raciocino lógico;
  • Administração geral;
  • Direito administrativo;
  • Legislação tributária e auditoria.

Fora isso, saiba que também será preciso estudar a parte discursiva, que nada mais é do que uma redação, que tem que focar em soluções atuais para problemas reais. Geralmente, os temas escolhidos são aqueles que estão na mídia ou acontecendo de forma global.

A banca organizadora

Ainda na parte dos temas da prova, saiba que descobrir sobre a banca examinadora também pode dizer muito sobre a sua futura prova – isso porque cada banca tem os seus diferenciais, características e formas de fazer as provas.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Se a gente avaliar o histórico, vamos ver que desde 2018 quem organizava as provas era a Escola de Administração Fazendária, a ESAF. Porém, isso mudou no último edital, sendo que a ESAF fica responsável apenas pela parte final do processo, como nos cursos de formação.

Curiosamente, ainda não há informações sobre a nova banca, o que deve ser divulgado em breve. De todo modo, para saber sobre isso e sobre o edital, o jeito mais simples vai ser acompanhando os sites de concursos ou o Diário Oficial da União.

Iniciando um cronograma de estudo

Outro passo muito importante é sobre o cronograma de estudos. Isso porque, independente da escolha da banca organizadora, saiba que você terá que ter esse guia para estudar ou vai se perder em uma grande variável de temáticas e disciplinas.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

A ideia é criar metas menores para que se chegue ao fim de um prazo com uma abrangência maior de conhecimento. Por exemplo, não se recomenda que você comece a estudar o direito ou a matemática mais aplicada sem antes saber o básico do português.

Do mesmo modo, é interessante evitar cair em discursos de pessoas que passaram no concurso estudando pouco tempo. Porque, ainda que isso possa acontecer de fato, não é o que acontece na maioria das vezes. Estudar com calma e de forma aprofundada é o segredo.

O que conter no cronograma

Se você nunca fez um cronograma de estudos para concursos, saiba que não há um passo a passo único para todo mundo. De todo modo, convém avaliar dicas que costumam fazer muito sentido na vida de quem estuda há mais tempo.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, controle o tempo de estudo, de modo que você não fique à mercê do “quanto der tempo”. Se vai estudar 2 horas por dia, essa é a meta. Também vale a pena fazer testes e simulações de tempos em tempos para comparar o nível de aprendizagem.

O ideal é que quanto mais você estuda, então, maior o percentual de acertos. Há ainda dicas sobre a criação de mapas mentais, de histórico de temas, de técnicas de memorização. Tudo isso deve ser composto junto com um estilo de vida saudável e focado.

Os primeiros passos

Já em termos de disciplinas, como já mencionamos aqui, tudo vai depender da sua realidade e do quanto você tem estudado nos últimos dias. De todo modo, a ideia de conquistar uma linha crescente vai fazer sentido para você. Então, comece do mais básico.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

Se a gente pode ajudar você com as dicas dessa ideia sobre partir do simples para o mais complexo, anote aí uma ideia, mas entenda que não é uma regra e só uma ideia: português, raciocínio lógico, contabilidade, administrativo, constitucional, tributário.

Somente após se sentir seguro com esses temas você deve migrar para disciplinas como matemática financeira, estatísticas descritivas, inferencial. Aliás, dependente do cargo, dá para incluir ainda: direito previdenciário, por exemplo.

Os vídeos no Youtube

Uma dica final para quem gosta de estudar de modo mais dinâmico é ficar atento aos vídeos do Youtube, que permite uma espécie de aula gratuita. A dificuldade é encontrar conteúdo de qualidade, porém, isso não é impossível. A gente vai listar alguns deles para você começar.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

O Aprova Concursos fez uma vídeo aula gratuita citando o tema dos Recursos Humanos, que caiu nas últimas provas a partir de disciplinas como Gestão e Liderança. Outro vídeo é sobre o assunto do Direito Tributário, muito comum em provas da Receita Federal.

Os novos concursos da Receita Federal

Conforme informações divulgadas em toda a mídia de concursos públicos nacionais, saiba que há uma grande expectativa para que o edital da Receita Federal seja lançado em breve. Aliás, há uma estimada para mais de 700 vagas, sendo mais de 230 para auditores.

Saiba por onde começar os estudos para o Concurso da Receita Federal
Foto: (reprodução/internet)

O próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes, chegou a falar sobre isso. E, ainda que não houve confirmação da Receita e nem do Ministério, uma boa forma de começar é estudando. Afinal, quando o edital for lançado você poderá estar mais preparado do que estaria hoje.

O histórico de negociações para o novo concurso

Entre as notícias que nós encontramos na internet, dá para ler, através de chamadas, que há uma espécie de histórico para a criação do edital. Por exemplo, o ano de 2014 marcou o último concurso da Receita que foi feito. E quatro anos começaram as conversas.

Em agosto, a Esaf avisou que não faria mais as provas. E em dezembro, o Ministério da Fazenda publicou a necessidade de novos servidores. Em 2020, foi confirmado o pedido de autorização para o concurso e nesse ano, fontes internas indicaram a possibilidade.

Nota de responsabilidade: Antes de se candidatar a vagas de empregos, cursos ou certificações profissionais, consulte a página oficial da empresa ou instituição de ensino para atestar a veracidade das informações. O Facebook não se responsabiliza por quaisquer complicações ou contratempos que possam acontecer antes, durante ou depois dos respectivos processos seletivos apresentados.

ANÚNCIO