9 dicas para manter o foco no trabalho enquanto o mundo cai ao seu redor

9 dicas para manter o foco no trabalho enquanto o mundo cai ao seu redor
Foto: (reprodução/internet)

A pandemia do coronavírus transformou o ambiente econômico e sociocultural, talvez de forma permanente. 

Além de estar socialmente isolado, a maioria também está tentando criar novas rotinas, que envolvem mudanças de procedimentos no trabalho, competir com membros da família por espaço, cuidar dos filhos, ajustar-se ao aprendizado online, fazer exercícios em casa, adaptar novos itens de cozinha e hábitos alimentares – a lista continua. 

ANÚNCIO

O mundo dos negócios virou de cabeça para baixo, em um nível pessoal e de forma mais ampla nas cadeias de suprimentos e fortalezas da indústria. Mas concentrar-se em seu trabalho durante uma crise pode ajudá-lo a se sentir melhor e até mesmo servir como um alívio necessário. 

Se você se concentrar na esfera profissional, perderá menos tempo se preocupando com as coisas que não pode mudar. Exercite o controle onde puder para ficar o mais calmo e produtivo possível, ao mesmo tempo que reforça uma mentalidade positiva e orientada para o crescimento.  

Como acontece com a maioria dos desafios na vida, sua perspectiva é o fator mais significativo que determina como você emergirá do outro lado da crise. O guia a seguir fornece orientação prática e específica para melhorar sua concentração e perspectiva no trabalho, mesmo durante uma pandemia. 

Como se concentrar no trabalho durante uma pandemia global

1. Evite hábitos improdutivos e ansiedade

A Harvard Business Review recomenda uma prática chamada gerenciamento de atenção. Identifique os tipos de distrações que você encontra, que podem ser internas (preocupantes) e externas (telefonemas, salas de bate-papo). 

Ao reconhecer o que o distrai e quando isso ocorre, você pode usar essas informações para evitar que as interrupções se tornem habituais 

Se você está ruminando sobre os piores cenários, tente manter um diário de gratidão. Francesca Gino, professora da Harvard Business School, afirma: “a gratidão nos permite saborear experiências positivas, enfrentar circunstâncias estressantes e ser resilientes diante dos desafios”.  

Meditação, exercícios de atenção plena e escrita de associação livre são exemplos de outras técnicas que você pode usar para se sentir mais calmo.

Leia também: Passos para profissionais bem-sucedidos, mas infelizes, encontrarem significado

2. Faça uma pausa nas notícias

A ansiedade é improdutiva, então tente limitar seu envolvimento com as notícias. É importante se manter informado, mas você não precisa carregar esse fardo o tempo todo.  

Tente reservar trinta minutos para ver as notícias todos os dias e, em seguida, desligue suas notificações push. Se você estiver tendo problemas para se sentir motivado pela manhã, espere até o final da tarde para revisar as manchetes. Da mesma forma, tente não ler as notícias na cama à noite, pois isso pode dificultar o adormecimento. 

Cada pessoa reage ao estresse de maneira diferente. Algumas pessoas podem precisar se distanciar ainda mais de tópicos que são emocionalmente desencadeantes. Tudo bem – crie as condições necessárias para fazer seu melhor trabalho. 

3. Fique confortável

O desconforto físico distrai e a postura inadequada pode afetar negativamente sua saúde física e mental. 

De dores nas costas e pescoço a indigestão, irregularidades de humor e capacidade pulmonar reduzida, a postura curvada tem consequências que os pesquisadores estão apenas começando a entender. Se você ainda não fez isso, invista em uma cadeira confortável, mesa e estação de trabalho que sejam ergonômicas. 

Aqui estão algumas dicas rápidas para ajudá-lo a trabalhar com conforto:  

  • Posicione seu monitor a cerca de um braço de distância. A parte superior do monitor deve ficar na altura dos olhos ou 2,5 a 5 centímetros mais baixa.
  • Mantenha o teclado à sua frente e no nível dos cotovelos ou logo abaixo dele.
  • Use um travesseiro de apoio para os pulsos ou teclado ergonômico para manter os pulsos retos enquanto digita e usa o mouse.
  • Ajuste sua cadeira de forma que seus joelhos e quadris fiquem na mesma altura. Se seus pés não tocam o chão nesta posição, adicione um apoio para os pés.
9 dicas para manter o foco no trabalho enquanto o mundo cai ao seu redor
Foto: (reprodução/internet)

4. Organize seu espaço de trabalho

De acordo com Joseph Ferrari, professor de psicologia da Universidade DePaul em Chicago, a desordem está relacionada à procrastinação, ansiedade, frustração e insatisfação geral. Ele induz respostas fisiológicas, como níveis aumentados de cortisol, que podem afetar sua atitude e produtividade. 

Sua casa (e, portanto, seu espaço de trabalho) deve ser restauradora e calma para que você possa se concentrar nas tarefas. 

Aqui estão alguns sinais de aviso de que você tem muita desordem:  

  • Você precisa mover as coisas para realizar uma atividade.
  • Você se sente oprimido quando entra em uma sala.
  • Você tem problemas para localizar itens.
  • Você acidentalmente compra coisas que já possui.
  • Você se esquece das coisas que mantém fora de vista.

O bloqueio apresenta uma oportunidade única para você organizar sua casa e organizar seu espaço. 

De acordo com um estudo publicado no Boletim de Psicologia Social e Personalidade (PSPB) pelos drs. Darby E. Saxbe e Rena Repetti, finalizando projetos pela casa, podem dar a você uma sensação de realização, relaxamento e poder. Pode até ajudar a afastar o pensamento depressivo 

Todos esses benefícios podem melhorar sua concentração e ajudá-lo a se sentir preparado para assumir novas atribuições. 

5. Feche sua guia de e-mail

O e-mail é uma das distrações mais comuns em qualquer ambiente de trabalho. Não perca tempo mantendo sua caixa de entrada zerada – em vez disso, tente verificar seu e-mail apenas duas ou quatro vezes por dia. Responda às mensagens em lotes, em vez de endereçá-las uma por uma conforme elas chegam.  

Se você planeja reduzir sua correspondência por e-mail  , diga aos seus colegas como entrar em contato com você em uma emergência – por exemplo, ligando para o seu celular. Configure filtros de e-mail que sinalizam mensagens automaticamente com palavras-chave que devem ter prioridade.

Veja também: Habilidades sociais de gerenciamento de que você precisa (e como incluí-las em seu currículo)

6. Lanche ao longo do dia

Você sabia que seu cérebro usa cerca de 20% de sua ingestão calórica total? Para ficar atento e regular seus níveis de açúcar, coma ao longo do dia e comece com um café da manhã saudável. 

Cozinhar leva tempo longe de sua mesa e pode se tornar uma distração se você tentar espremê-lo entre as chamadas em conferência. Prepare lanches leves que você pode pegar e comer em qualquer lugar, sem passar horas na cozinha.  

Aqui estão alguns lanches rápidos para ajudá-lo a se sentir energizado:  

  • Corte frutas e vegetais
  • Nozes e sementes
  • Bagas
  • Chocolate Negro
  • Bolachas de queijo e grãos inteiros
  • Húmus
  • Ovos
  • Pipoca
  • Iogurte
  • Edamame
  • Torrada de abacate e grãos inteiros

Tente evitar refeições ricas em carboidratos durante o dia – elas podem fazer você se sentir sonolento – e coma proteínas, gorduras e fibras para apoiar sua função metabólica geral.

Mais de 21 estudos separados na última década também mostraram uma correlação leve, mas estatisticamente significativa, entre goma de mascar e melhora na concentração, memória e duração da atenção, de acordo com uma revisão publicada em Physiology & Behavior (2019). Beber água ou chá pode produzir um efeito semelhante. 

7. Faça uma lista de tarefas ou um diário com marcadores

Andrew J. Mason, autor de Getting Things Done, recomenda uma “varredura mental” diária para “externar o que está em sua mente” na forma de uma lista curta. 

Ao traçar planos visualmente à sua frente, explica Mason, você pode esvaziar seu “ram psíquico” ou memória de curto prazo e se concentrar em outras coisas. De acordo com sua metodologia, apenas colocar seus pensamentos no papel tornará mais fácil organizar suas ideias e priorizar. 

Aqui estão algumas outras dicas para criar uma lista de tarefas eficaz:  

  • Torne cada ponto acionável e específico.
  • Não anexe uma data a cada tarefa. Apenas anexe datas aos pontos que são sensíveis ao tempo – caso contrário, você pode confundir seus prazos ou acabar com uma agenda diária intransponível.
  • Anuncie seus prazos aos colegas para criar responsabilidade.
  • Atribua no máximo 10 tarefas a si mesmo todos os dias.
  • Motive-se ao descrever as tarefas de forma positiva. Por exemplo, em vez de dizer “Reúna-se com o conselho para discutir a estratégia digital”, experimente “Colabore com os membros do conselho para desenvolver uma estratégia digital que incentive os clientes a se inscreverem em nossos programas de fidelidade recompensadores”.

Dica técnica:  “To Do” da Microsoft e “Tasks” do Google estão disponíveis gratuitamente e funcionam bem para gerenciar projetos independentes, ou você pode tentar um software pago como Monday.com ou Basecamp, que permite a coordenação entre os membros da equipe. 

O Asana tem funcionalidade limitada para usuários básicos gratuitos e facilita a diferenciação entre vários setores e departamentos de atribuição.

9 dicas para manter o foco no trabalho enquanto o mundo cai ao seu redor
Foto: (reprodução/internet)

8. Trabalhe em uma coisa de cada vez

De acordo com um estudo da UC Irvine, o trabalhador médio muda de tarefa uma vez a cada três minutos. O mesmo estudo também demonstra que geralmente leva cerca de 23 minutos para se recuperar após uma interrupção. 

É um fato bem conhecido que multitarefa desperdiça tempo e produz resultados abaixo da média. Mas pode não ser realista passar o dia todo concentrado em uma tarefa ou atividade. 

A concentração profunda exige um esforço substancial para ser mantida, e você será mais produtivo se realizar apenas uma ou duas horas de trabalho mentalmente exigente. Fora dessas “horas de energia” programadas, certifique-se de que seus colegas saibam que você está disponível para reuniões e colaboração. 

9. Defina expectativas razoáveis ​​para você e para os outros

Nicholas Bloom, professor de economia da Universidade de Stanford, conduziu um estudo de dois anos entre 16.000 trabalhadores que demonstrou um aumento de desempenho de 13% para os funcionários que trabalharam remotamente. 

Este estudo é frequentemente citado como prova de que trabalhar em casa pode tornar os negócios mais produtivos – mas existem algumas diferenças importantes entre as condições que Bloom testou e o que os trabalhadores devem enfrentar hoje. 

Em entrevista à Vox, Bloom explica seu estudo focado em um call center onde a maioria dos funcionários trabalhava de forma independente. Ele também aponta que todos os que trabalharam em casa neste experimento o fizeram voluntariamente e tinham recursos disponíveis para montar um escritório doméstico. 

Em contraste, a força de trabalho de hoje foi forçada a trabalhar em casa e pode não estar tecnicamente equipada para lidar com a nova demanda. Como a pandemia afeta todos os setores e cargos, a maioria dos funcionários hoje também está aprendendo pela primeira vez como se comunicar e trabalhar juntos à distância.

Fique por dentro: A pesquisa mostra: a política de seu empregador pode afetar sua motivação

Mesmo que você possa economizar tempo trabalhando à distância, não defina expectativas irrealistas para si mesmo sobre o que você pode realizar trabalhando em casa durante uma crise.

Reconheça suas limitações e trate a si mesmo e a seus colegas com compaixão. Esta pandemia não tem precedentes, e todos podem se beneficiar com um pouco mais de tempo e paciência.

Traduzido e adaptado por equipe Vagas Liste

Fonte: Ivy Exec

ANÚNCIO