Primeiro emprego: 6 dicas para o primeiro currículo

A maioria dos jovens sonham com o primeiro emprego. Mas, a falta de experiência faz com que exista uma certa apreensão quanto à contratação. Mesmo sem experiência, um currículo bem estruturado é uma potencial ferramenta para chamar a atenção de um recrutador.

Para que o seu currículo seja completo, você precisa ser objetivo. Lembre-se que o currículo é quase um cartão de visita. O currículo é o primeiro contato entre você e seu potencial empregador. É um documento importante que tem a missão de causar uma boa impressão, o suficiente para você conseguir ser entrevistado.

Mas, quando não se tem experiência, é ainda mais complicado para estruturar um currículo que, de fato, impressione o seu recrutador. Se esse for o seu caso, não fique desesperado.

currículo
Foto: (reprodução/internet)

Lembre-se que todos os profissionais bem sucedidos tiveram um tempo que não tinham experiência alguma. Neste artigo, iremos ditar o passo a passo para impressionar com o seu primeiro currículo.

1# – Dados pessoais ( sem dúvidas, a mais importante)

O seu currículo deve apresentar seus dados pessoais, pois, somente dessa forma, o seu recrutador poderá saber como te encontrar, caso goste das suas qualidades ou qualificações.

ANÚNCIO

Sem esses dados pessoais, você poderá estar perdendo a grande oportunidade da sua vida, fique atento!

  • Nome completo;
  • Idade;
  • Estado civil;
  • Endereço completo (o CEP não é necessário);
  • Telefone (celular e fixo);
  • E-mail para contato (fique atento a e-mails que não passe seriedade, com apelidos por exemplo).

2# – Objetivo de carreira

Informe, de forma breve, qual seu objetivo na empresa. Ou seja, qual sua posição de interesse e área.

O ideal é não indicar mais de uma área, pois os recrutadores podem entender isso como falta de clareza com suas metas profissionais. Objetivos diferentes não podem ser listados no mesmo currículo.

Seja objetivo ao falar e fale coisas relacionadas à vaga que você pretende disputar. Uma dica valiosíssima é: escreva pouco e não tenha medo disso! Seja específico o suficiente para que o recrutador entenda que tipo de posição você procura, em qual departamento e área desejada.

3#– Formação Acadêmica

Informe a sua formação acadêmica da mais recente para a mais antiga. Comece sua lista com o seu grau de escolaridade atual, informe o curso, instituição e data de conclusão. Caso você esteja cursando ainda, deixe claro no seu currículo.

Não informe o nome das instituições nas quais você se graduou. Essa informação pode deixar o conteúdo muito grande, mencione apenas se a instituição for de grande prestígio.

4# – Cursos

Liste os cursos que já fez e que podem enriquecer muito seu primeiro currículo. Informe os seus cursos de idiomas, de informática e softwares específicos. Informe também a carga horária, data de início, de término e nome da instituição de ensino.

Mas, atenção: só coloque no seu currículo os cursos que têm ligação com a vaga desejada ou que contribuíram efetivamente para sua formação.

currículo
Foto: (reprodução/internet)

5# – Experiências profissionais

Como estamos falando do primeiro emprego, não haverá experiências profissionais propriamente ditas. No entanto, você pode incluir outras experiências, como aquelas em empresas júnior da universidade, ou projetos de iniciação científica, por exemplo.

Estágios também devem ser mencionados, por mais que tenham sido por um curto período. Lembre-se sempre de falar das experiencias de uma maneira bem resumida, para que não tome tanto tempo do recrutador, mas gere um interesse ao mesmo tempo. Informe o período em que aconteceu, com o mês e ano.

6#–  Informações adicionais

Este é um ponto opcional. Se você já tiver feito alguma atividade em alguma empresa, como trainee ou estágio para a empresa a qual está se candidatando ao cargo definitivo, é esse o espaço em que você deverá citá-las.

Intercâmbios no exterior ou trabalhos voluntários também podem ser colocados neste momento, por exemplo. Se for algo que irá enriquecer para a vaga que está se candidatando, não exite em colocar.

Outras dicas adicionais

Se o empregador não solicitar, não informe os dados seguintes:

  • Foto;
  • Número de documentos;
  • Título escrito (Currículo);
  • Nome dos pais, cônjuge, filhos;
  • Referências pessoais;
  • Pretensão salarial;
  • Certificados de cursos realizados;
  • Histórico escolar.

Obs: apresente bem o seu currículo, pois a aparência estética dele poderá trazer uma boa impressão para a empresa e seus recrutadores. O descuido e a desorganização no formato desse documento podem deixar você de fora de um processo seletivo. 

ANÚNCIO