Aprendendo uma nova habilidade? 7 dicas para melhor retenção de conhecimento

ANÚNCIO
Aprendendo uma nova habilidade? 7 dicas para melhor retenção de conhecimento
Foto: (reprodução/internet)

Muitas pessoas estão aproveitando a oportunidade agora para aprender uma nova habilidade. No entanto, devido ao rebuliço de seu trabalho diário e responsabilidades de vida, você pode deixar seus novos aprendizados escaparem, desperdiçando o tempo e o esforço que você gastou para se educar. 

Ao fazer certos ajustes em sua estratégia de aprendizado, você garantirá que o novo conhecimento que está adquirindo permaneça. Esteja você estudando um idioma, desenvolvendo um novo hobby ou fazendo um curso, aqui estão sete dicas para lembrar o que está aprendendo.

ANÚNCIO

1. Compreenda a ciência da memória

Seu cérebro realiza três etapas para obter uma memória melhor: codificação, armazenamento e recuperação. Codificação é quando seu cérebro percebe conscientemente os sons, imagens, sensações físicas e outros detalhes sensoriais ao processar uma informação. 

Se você anexar conhecimento factual ou significado a essa informação, é chamado de codificação semântica. Quando atribuímos significado ou informação factual a uma entrada sensorial, somos mais capazes de nos lembrar deles.

No estágio de armazenamento, seus neurônios enviam sinais e interagem entre si para fazer conexões temporárias ou de longa duração. Curto prazo é quando seu cérebro armazena informações temporariamente, e memórias de longo prazo são aquelas que você guarda por alguns dias ou muitos anos.

ANÚNCIO

No estágio de recuperação, seu cérebro revisita as vias nervosas criadas quando sua memória foi formada. Técnicas como flashcards ou revisão de notas são maneiras de relembrar informações e fortalecer conexões e memórias. 

Leia também: Desenvolva sua carreira por meio de oportunidades de aprendizagem online

Essencialmente, quando você aprende uma nova habilidade, associar significado ou fato e relembrar informações repetidamente são maneiras de fazer com que seus novos aprendizados fiquem gravados em sua mente.

 2. Acomode seu estilo de aprendizagem pessoal

A pesquisa mostra que as pessoas têm diferentes estilos de aprendizagem: visual, auditivo, leitura / escrita e cinestésico. Você pode descobrir o seu estilo através do VARKquestionário.

  • Os Alunos Visuais: trabalham bem com livros, revistas, tabelas, gráficos e apresentações visuais.
  • Os Alunos Auditivos: processam melhor as informações quando podem ouvi-las faladas em voz alta.
  • Os Alunos de Leitura / Escrita: funcionam melhor com métodos de estudo tradicionais, como ler livros e fazer anotações extensas.
  • Os Alunos Cinestésicos: precisam de movimento e experiências práticas com coisas como modelos para melhor reter as informações.

Depois de descobrir seu estilo de aprendizagem, você pode adaptar a forma como digere e retém informações para o método que melhor se adequa a você.

Por exemplo, os alunos auditivos podem se beneficiar ouvindo podcasts ou gravando notas que lêem em voz alta. Os alunos cinestésicos podem se sair melhor criando movimentos para associar a novas informações.

3. Priorize o aprendizado das informações mais recentes primeiro, não as mais importantes

Estudos mostram que pode ser mais benéfico compreender completamente as informações assim que você as aprende, em vez de adiá-las até depois de aprender alguma outra coisa. Quando você muda seu foco de uma informação para a próxima, você desacelera a codificação da memória para o primeiro item que encontrou. 

Para construir uma memória mais forte, uma boa pergunta a se fazer quando aprender algo novo é “O que posso fazer para lembrar disso mais tarde?” Comprometa-se com cada informação que vier, mesmo que seja apenas parte da jornada em direção ao seu objetivo de aprendizagem.

Aprendendo uma nova habilidade? 7 dicas para melhor retenção de conhecimento
Foto: (reprodução/internet)

4. Organize seu espaço de estudo e bloqueie períodos de tempo específicos

Mantenha um espaço apenas para estudar. É tentador estudar em sua cama, mas quando é também o lugar onde você dorme e relaxa, sua produtividade pode diminuir rapidamente. 

É preciso se certificar de que a área esteja livre de distrações, como TV e jogos. Para focar no estudo inteligente, recomendamos dividir seus tempos de aprendizagem em partes menores de tempo, uma vez que suas habilidades de retenção de informações diminuem após 25-30 minutos. 

Durante os intervalos, você pode desfrutar de atividades divertidas para se recompensar.

5. Tome sua xícara de café

A pesquisa mostra que o café pode ter um efeito positivo na consolidação e retenção da memória.

Em um estudo, os participantes ingeriram cafeína em intervalos diferentes e descobriram que tomá-la após uma tarefa de aprendizagem melhorou a recordação da memória por até 24 horasAlém de uma xícara pela manhã, tomar alguns cafés ao longo do dia pode ajudá-lo a aprender mais rápido e reter mais.

Veja também: As 5 principais resoluções a serem tomadas em relação ao seu 2021 profissional

 6. Pare de economizar no sono

Você sabe que dormir é importante, mas é fácil desprezá-lo quando há muita coisa acontecendo. No entanto, quando a falta de sono o torna mais esquecido e atrapalha seu desempenho no trabalho, isso prejudica sua vida profissional e pessoal

O sono é um dos elementos mais importantes para uma forte retenção de memória, e a privação afeta sua capacidade de guardar coisas na memória. Mesmo um cochilo curto pode ajudar a melhorar a recuperação da memória, e cochilar é mais viável agora que mais funcionários estão trabalhando em casa. 

A soneca empurra as memórias para o neocórtex, que é um armazenamento mais permanente, evitando que sejam “sobrescritas”. Pessoas de sucesso terminam cada dia se preparando para o dia seguinte; descrevemos alguns rituais noturnos que você pode desenvolver para relaxar e otimizar seus períodos de sono.

Aprendendo uma nova habilidade? 7 dicas para melhor retenção de conhecimento
Foto: (reprodução/internet)

7. Adicione “alimento para o cérebro” à sua dieta

Os médicos recomendam certos tipos de alimentos porque as pesquisas sugerem conexões entre dieta e memória

A dieta mediterrânea, em particular, contém alimentos ricos em gorduras insaturadas saudáveis ​​(azeite, peixe e nozes), que têm sido associados a taxas mais baixas de demência e deficiência cognitiva leve (MCI). Isso também significa pão integral e cereais, feijão e nozes, carne vermelha limitada e frutas e vegetais. 

A pesquisa também indicou que consumir frutas como morangos e mirtilos fortalece as conexões existentes no cérebro. Comece a incorporar frutas vermelhas e gorduras saudáveis ​​e avalie como isso melhora sua memória, concentração e foco.

Ganhar novas habilidades não só impressionará seus chefes e melhorará seu currículo, mas também aumentará sua autoimagem geral. A adoção de certos hábitos de estudo e estilo de vida aumentará sua capacidade de reter informações. 

Conforme você busca novas paixões e proficiências, otimizar a retenção da memória será uma das chaves mais importantes para o sucesso.

Fique por dentro: Você deve mudar suas avaliações de desempenho após o coronavírus?

Traduzido e adaptado por equipe Vagas Liste

Fonte: Ivy Exec

ANÚNCIO